RSS

Faroeste Caboclo – Resenha

29 mai

Detona_728x90

Um dos filmes nacionais mais esperados de todos os tempos entra em cartaz e não decepciona, está entre os melhores longas que vi este ano e, disparado, o melhor filme nacional de 2013.
por Hugo Fernando

Antes de mais. Se você está vindo de uma reclusão com mais de 25 anos e não conhece a música, faça um favor a si mesmo e clique no play abaixo. Se você conhece, clique também, nunca é demais escutar Faroeste Caboclo!

Poster-FC

Senhoras e Senhores.

Deste a primeira vez que escutei a música Faroeste Caboclo, isto lá nos idos de 1987, eu já imaginava ela como um filme. Inevitável assim como foi com Huricane do Bob Dylan.

Foram necessários 25 anos para que a música saísse do meu LP e ganhasse a tela grande do cinema, e digo, a espera valeu a pena.

É óbvio que eu sei a história de cor e salteado, porém quando fui para o cinema, não sabia o que iria ver. Em função da ótima propaganda da VIVO, quando eles adaptaram a música Eduardo e Mônica, eu tinha impressão que Faroeste Caboclo seria na mesma linha. Já adianto que não segue. Depois de assistir ao filme fica óbvio que não dava para fazer daquela forma, afinal, se a adaptação fosse literal daria no máximo um curta metragem em não 2 horas de história.

Muito do que é contado na música está no filme, porém não é tudo. Várias partes foram deixadas de fora e outras partes foram acrescidas, com isso a história ficou melhor amarrada. Para citar alguns trechos, é mostrado como João de Santo Cristo foi para o reformatório, como ele chega a Brasília e estabelece residência, todo o relacionamento dele com Maria Lúcia faz mais sentido na telona do que na música e, por mais que eu goste de ação, aceitei numa boa o romance mostrado entre os dois.

Como já mencionei, o filme se passa na capital federal e é ambientado no início da década de 80. Isto fica muito bem caracterizado por conta dos carros, roupas, cenários e, principalmente, pela trilha sonora. Um destaque a parte neste momento! No filme há uma mescla entre o rock nacional dos anos 80 (Plebe Rude, Aborto Elétrico) e algumas “disco”, perdida lá na Rockonha tem a sempre ótima Dancing With Myself do Generation X, a primeira banda do Billy Idol!

Assista ao Trailer

O diretor René Sampaio me conquistou com o filme logo nos primeiros minutos! Desde sempre eu gostei de filmes de Faroeste! Quando falam em “trilogia” a primeira que me vem à mente é a clássica do Star Wars, a segunda é a Trilogia dos Dólares de Sérgio Leone. Se você já assistiu a algum bang bang a spaghetti, conhece a cena clássica do close nos olhos, isto imortalizou Clint Eastwood e Lee Van Cleef! Guardada as proporções, temos cenas que foram totalmente inspiradas nestes clássicos. Todo o clima do duelo foi muito bem reproduzido com características brasileiras. Só faltou uma música com assobio :-)!

Com relação aos atores, todos estão ótimos! Sendo bem sincero, dos três principais eu só conhecia a Isis Valverde, dos outros eu nunca tinha ouvido falar. Achei isto muito bom, pois ninguém vem com um rótulo de outro personagem de novela. Fabrício Boliveira (João de Santo Cristo), Felipe Abib (Jeremias) e César Trocoso (Pablo), se entregam aos personagens e o retorno disso é uma história crível! Das outras participações de globais temos o Marcos Paulo, fazendo aquele “arroz com feijão” bem feitinho e o Antônio Calloni, este sim, muito bom como um policial corrupto!

Além do filme!

Estou acompanhando toda a campanha de divulgação do filme pelo facebook. Vale muito a pena dar uma olhada. Se você quiser um cartaz “bacanudo” como este aí debaixo clique aqui e viste a Fã-Page do filme (antes que me pergunte, sim o bigode é de verdade, não tem photoshop ali!).

faroeste

Este é marvado!

Outra parte da campanha que eu achei muito bacana foi o fato dos produtores terem reativado o Lendário Jornal Notícias Populares para uma última edição. Todas as matérias e chamadas foram baseadas nos acontecimentos do filme. Olhe que bacana uma das capas do jornal!

NP

Para mais detalhes de como foram feitas as chamadas assistam ao making of:

Hora da Verdade!

Pra fechar, acho que deu para notar que eu sempre gostei da música e adorei ao filme! Na minha opinião, o terceiro disco do Legião Urbana, foi a última coisa boa que eles fizeram, depois saiu o Renato Rocha, o Russo entrou em depressão e só veio disco ruim. Mas agora falando de forma independente de fã da música, o filme é ótimo. História boa, direção competente, fotografia excelente e atores convincentes! Vale muito a pela assistir! Aproveita que amanhã é feriado e garanta a programação!

That´s all Folks.
Twitter
FaceBook 

About these ads
 
2 Comentários

Publicado por em 29/05/2013 em Cinema, Estréia, Música, resenha, Trailer, Trailer

 

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

2 Respostas para “Faroeste Caboclo – Resenha

  1. juhpetri

    16/06/2013 at 10:16 AM

    amei o filme e postarei resenha no meu blog tambem :3

     

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.914 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: