RSS

Irmãos em Guerra – Resenha

19 set

Tratarei aqui hoje a resenha de um jogo muito especial, por pequenas e diversas razões. A principal delas, é que é um manual de jogo de estratégia com miniaturas escrito por um brasileiro. A segunda, por utilizar uma escala de miniaturas que era nova para mim até sexta feira passada: miniaturas de 6mm. O IRMÃOS EM GUERRA foi escrito por Victor Barone, para compreender batalhas históricas no período da guerra Civil Norte Americana.

Alguém certamente vai perguntar: mas por que um brasileiro não faz um jogo retratando as batalhas históricas do Brasil? Bem, pela mesma razão que os autores de Tagmar fizeram um mundo de fantasia medieval fantástico antes de escrever o Desafio dos Bandeirantes. Aguns cenários têm mais apelo que outros e o Barone escreveu sobre algo que lhe possibilitaria jogar com alguém de fora do Brasil, já que os jogadores desta modalidade aqui são pouquíssimos.

IRMÃOS EM GUERRA é um manual de Wargaming gratuito, veja como baixar seu exemplar nos links no final da resenha, criado para o sistema D12, que utiliza apenas os dados de 12 faces, para determinar os resultados aleatórios de cada batalha. As batalhas são épicas e cada jogador realmente sente isso ao comandar unidades de 300 a1000 soldados em cada companhia. Os exércitos podem chegar a até 10.000 homens de cada lado, dando a impressão real de batalhas homéricas. Nós jogamos uma partida pequena, e breve, que infelizmente não pode ser concluída, cada lado com cerca de 1600 homens. Jogamos para aprender o sistema durante pelo menos 4 horas que passaram voando. O Barone mora em Campo Grande – MS e esteve em Curitiba para disputar o Campeonato de Flames of War (haverá uma postagem sobre o assunto), na bagagem, além das miniaturas da segunda guerra mundial, nos trouxe também exércitos e cenários para jogarmos IRMÃOS EM GUERRA.

Nas primeiras páginas do manual, há uma pequena introdução sobre o que são e a história dos Wargames, há também uma pequena preleção histórica sobre o conflito da guerra civil norte americana.

Tópico IUnidades de Combate – aqui são detalhadas as possíveis unidades encontradas numa batalha da guerra civil americana, descritas para o sistema D12 com quantidades de soldados, suas funções, exemplos de infantaria, cavalaria, artilharia e os escaramuçadores (skirmish), e quantidade de unidades por base que você ira precisar para compor as batalhas. Entre as unidades especiais há o sorteio das habilidades dos generais, que é ao acaso, e que tem forte influência na moral e habilidade das tropas combatentes.

Tópico IIFormações de Combate – aqui as regras do jogo começam a ser aplicadas nas unidades criadas previamente para a partida, explicando as movimentações, quantidade de vida, moral, poder de fogo e quaisquer outras habilidade especial que seja resolvida pelas regras durante um embate.

Tópico IIIO Turno de Jogo – Aqui explica a seqüência do turno de jogo, que em linhas simplistas se inicia com a iniciativa, mudança de organização e formação (altera a forma da unidade de coluna para linha ou vice-versa), determina-se o tipo de munição utilizada pela artilharia (2 tipos apenas), movimentação das tropas, combate corpo a corpo, se houver, combate com armas de fogo, artilharia pesada e jogadas de moral, após isso passa a vez para o jogador adversários que ira iniciar no passo dois.

Tópico IVIniciativa – explica como o teste de iniciativa é realizado e a influência dos generais.

Tópico VMudanças de Organização e Formação – descreve quais são as formações, a função de cada uma no campo de batalhas, quando são obrigatórias as mudanças (devido a baixas na unidade).

Tópico VITipos de Munição – explica os dois tipos: Bolas e canister, e qual sua melhor utilização no campo de batalha.

Tópico VIIMovimentação – Muito dos jogos de estratégia é decidido na movimentação, é aqui que se separam os homens dos meninos, pois apesar de que na fase de tiro ou combate corpo a corpo se decidam as batalhas, é comum nos wargames que a movimentação influencie os resultados não aleatórios do jogo, e aqui não é diferente.

Tópico VIIICombate Corpo a Corpo – são inúmeros os fatores que afetam o combate, como por exemplo, uma unidade muito grande engajar uma menor, o tipo das unidades que se enfrentam, como cavalaria versus infantaria ou veteranos versus recrutas, o general que apesar de nunca engajar em batalhas da bônus para as unidades próximas, entre outros.

Tópico IXCombate com Armas de Fogo – Aqui além dos fatores acima listados também devem ser levado em conta, a visibilidade, terreno e outros.

Tópico XCombate de Artilharia – a artilharia alcança quase sempre toda a mesa de jogo, e por isso ela tem também um importância grande no determinante da batalha, tiros diretos ou em parábolas e a escolha da munição correta, para cada turnos são decisivos.

Tópico XIMoral – também muito importante, pois o moral afeta não só as capacidade combativas de cada tropa, mas também como ela ira se movimentar no campo de batalha, por exemplo uma tropa com o moral muito baixa jamais entrará em combate corpo a corpo.

Tópico XIIPreparação do Jogo – No início de cada partida os jogadores devem, estabelecer e definir as características do terreno sobre a mesa; organizar seus exércitos; estabelecer os objetivos; condições climáticas; posicionar as tropas no campo de batalha; e iniciar o 1º turno.

Tópico XIIIEstabelecendo os Terreno – As batalhas infelizmente não ocorrem somente em grandes espaços abertos e sem obstáculos, e aqui não é diferente, estradas, se presentes afetam a movimentação, vegetação facilitam os escaramuçadores e colinas e outras elevações favorecem a artilharia.

Tópico XIVDefinindo seu Exercito – Aqui os jogadores precisam construir seus exércitos propriamente ditos e escolher se usarão ou não determinadas unidades.

Tópico XVEstabelecendo Objetivos – Os objetivos são variáveis e de comum acordo entre os jogadores, defesa de um determinado ponto ou total aniquilação podem ser os objetivos de uma partida. Avançar com um determinado números de tropas até um ponto x pode ser um outro tipo de objetivo.

Tópico XVICondições Climáticas – Chuvas, nevoeiros e outras intempéries podem modificar os rumos de uma batalha, uma chuva forte além de lama trará também uma elevação do nível do rio e isso poderá impossibilitar que tropas possam alcançar um objetivo que até então estava fácil.

Tópico XVIIPosicionamento das Tropas no Campo de Batalha – aqui deve-se escolher onde as tropas de cada lado iniciarão suas movimentações para alcançar seus objetivos.

Tópico XVIIIIniciativa – e o jogo realmente começa.

Tópico XIXApêndices – Cartões para registrar as características das tropas e réguas para imprimir.

Tópico XXAs tabelas do jogo – agrupadas para facilitar a impressão e utilização.

Tópico XXICenários – Trás três cenários históricos já prontos para se iniciar a jogar sem uma pesquisa previa.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ficha técnica e considerações finais:

O livreto de regras tem 92 paginas e é ricamente ilustrada com imagens adquiridas na internet, a diagramação é consistente e simples, mas a divisão dos capítulos merecia uma revisão, pois alguns tópicos poderiam ser apenas sub-tópicos de um capítulos tornando mais fácil a criação de índice, que também não esta presente. O grande número de tabelas causa certo embaraço para a utilização e, portanto este jogo apesar de ser simples em suas características exige jogadores já familiarizados com a faina de consultar tabelas durante cada fase do combate ou movimentação, mas não é uma característica que impede o bom andamento do jogo quando se esta mais familiarizados.

Obrigado ao Victor Barone, não só por nos apresentar ao IRMÃOS EM GUERRA, ao cenários da Guerra Civil Americana e às suas lindíssimas e minúsculas miniaturas de 6mm, mas também pelas boas horas de jogos na casa (bunker) do Marco “Herr Doktor” Miller a companhia do Lucca Zanetti, ambos parceiros fieis nas jogatinas de diversos Wargames fora do mainstream.

Para quem se interessou e quer mais, o jogo poder ser baixado gratuitamente em:

4Shared
Scridb

As miniaturas de 6mm podem ser adquiridas sem pintura aqui ou já pintadas aqui.

Quem quiser tocar uma idéia diretamente com o autor visite o blog dele ou email e MSN: victor.barone@globo.com

E aí se interessou? Deixe-nos sua opinião nos comentários.

Anúncios
 

Tags: , , , , ,

3 Respostas para “Irmãos em Guerra – Resenha

  1. Victor Barone

    19/09/2011 at 3:32 PM

    Grande Caco, fico muito grato pela resenha.
    Realmente, criar um wargame 100% nacional não é fácil.
    Gostei das dicas que você trouxe e vou tentar aplicá-las ao livro o quanto antes.
    Grande abraço!

     
    • cacorpg

      19/09/2011 at 4:54 PM

      Salve Barone

      tudo em prol das melhorias! 😉

       
  2. herrmiller

    07/11/2011 at 11:06 PM

    belas fotos, pena que não pudemos jogar a partida toda

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: