RSS

Terra Devastada – Resenha + Promoção

26 set

Hoje estou aqui para fazer a resenha de um RPG, recentemente adquirido, que eu gostei muito. Logo de início tive uma ótima primeira impressão quando li pequenas postagens sobre ele em diversos blogs. A cerca 15 dias atrás, quando adquiri o.pdf,  comecei a ler e não parei até ver o fim. O Terra Devastada pela definição do próprio autor John Bogéa é um jogo de horror e sobrevivência, mas mais que isso ele é um jogo de zumbis! Vamos à resenha…

Antes do primeiro capitulo o livro já te conquista com uma bela narração de como um sujeito qualquer, normal e até um pouco alienado, toma ciência das pequenas mudanças a sua volta. O texto usa uma linguagem meio padrão, mas sem duvida é uma narrativa bastante empolgante e que já te transporta para dentro do cenário.

Capítulo 1 – Devastação da Terra – o autor deixa claro que não há muitas originalidade no cenário. Terra Devastada é sobre um apocalipse zumbi. Uma estranha doença começa em algum lugar ermo do mundo e se espalha com rapidez. O governo age em segredo para não causar pânico e falha. Quando o pânico chega não há mais nada a fazer senão sobreviver. Simples, nada muito novo, mas tudo muito bem costurado.

Capítulo 2 – Sobreviventes e Refugiados –  Somente a partir daqui é que você irá ver as regras. Este capiíulo explica como criar o seu personagem em meio a confusão deste novo mundo. Nele é apresentada uma vasta lista de referências e inspirações, um pequeno glossários de termos próprios, tipos de personagens encontrados e finalmente como montar a sua ficha de personagem. Aqui entra uma parte importante: o Sistema Acepção (criado pelo John Bogéa) é totalmente narrativo e livre. Na minha opinião é um sistema que pode ser aplicado em qualquer jogo cuja intenção seja criar histórias dramáticas e cinematográficas. Uma vez criada a personagem, o sistema lhe permite continuamente ganhar ou perder características, o único denominador é a historia contada. Sem dúvida o sistema Acepção é uma grande sacada. No final do capítulo também são apresentados alguns personagens prontos.

Capítulo 3  – Resolução de Conflitos – Para o Sistema Acepção, os  conflitos são ações que exigem um teste. O jogador narra o que vai fazer detalhadamente e com o auxílio do mestre elenca quais características farão parte daquela ação. Os bônus e pênalidades são computados e o resultado determina quantos sucessos serão necessários para concluir a ação, que pode resultar em fracasso ou sucesso. Tudo isso resolvido com dados de seis faces o D6.

Capitulo 4 – Mestre dos Mortos – Aqui se determina qual dos jogadores irá comandar as ações dos zumbis. O capitulo está recheado de boas dicas para mestres em qualquer sistema e cenários, as dicas são básicas para aquele jogador experiente, mas essenciais para quem vai começar. Este capítulo descreve como montar a sua linha narrativa, aventuras e estabelecer suas particularidades dentro do cenários, por exemplo como seria sua versão de São Paulo Devastada? Este capítulo lhe guiará e apresentará tudo que você precisa saber para tornar o seu jogo mais divertido e sempre dentro do clima de Terra Devastada.

Capitulo 5  – Sociedade dos Mortos – se você não conhece zumbis e precisa de material para criar os seus este é o seu capítulo. Ele detalha os vários estados da doença que provoca a zumbificação, como a fisiologia dos zumbis funciona, seu comportamento e motivações. Os diferentes tipos de zumbis são exemplificados aqui através de fichas; nada impede que você crie mais tipos, o que eu gostei muito também.

O capitulo 6 – Estrada Para o Inferno – É a aventura pronta que acompanha o livro, não é necessários dizer que é só para os olhos dos Mestre dos Mortos. Qualquer um que desejar jogar ira estragar sua própria diversão lendo.

Considerações finais:

O livro é todo ilustrado pelo John Bogéa, tem um clima muito apropriado ao cenário, cumpre sua proposta com excelência! Eu ainda não joguei mas já posso antever as cenas onde o horror e as escolhas feitas pelos personagens os acompanharão para sempre nas rodas de RPG. Sobreviver é algo duro e aqui as personagens aprenderão que para garantir a sua vida, talvez seja necessário pisar na cabeça de alguém que você gosta. Confiança pode ser ganha e perdida num pequeno revés. Eu recomendo fortemente o Terra Devastada para qualquer grupo que queira experimentar de vez em quando o que é fazer um personagem que perde em vez de ganhar. O mundo esta cheio de zumbis e você está sozinho, mesmo estando cercado de conhecidos.

Ficha técnica:

Titulo: Terra Devastada

Gênero: Terror, horror; sobrenatural.

Autor (s): John Bogéa

Editora: Retropunk Publicações

Ano: 2011

Outras: 125 paginas; papel couché; preto e branco; ilustrado.

Promoção Terra Devastada:

O Blog Eu gosto de jogar  e a Retropunk Publicações vão sortear um exemplar de Terra Devastada através do Twitter. Para participar é necessário que você seja um seguidor do @RetropunkGD e @eugostodejogar e Twitar: @RetropunkGD @eugostodejogar: Eu quero ganhar o Terra Devastada por que eu gosto de jogar, se você também gosta participe http://kingo.to/Pyy

A data de lançamento da promoção é hoje dia 26 de setembro de 2011 e o sorteio será dia 10 de outubro de 2011 quanto mais vezes você twitar mais chances você terá em ganhar o Terra Devastada. 

Participe!

Anúncios
 
9 Comentários

Publicado por em 26/09/2011 em Eventos, RPG

 

Tags: , , , , , , , , ,

9 Respostas para “Terra Devastada – Resenha + Promoção

  1. Pingback: Anônimo
  2. Guilherme Recka De Almeida

    26/09/2011 at 7:35 PM

    Infelizmente não tenho um twitter e não poderei participar da promoção. Felizmente vivemos numa sociedade onde o dinheiro contorna todos os problemas… final do mês vou adquiri-lo.

     
    • cacorpg

      26/09/2011 at 9:00 PM

      Poxa Vizinho,

      faz um twitter ai …

       
  3. Dante Menezes

    28/09/2011 at 12:11 PM

    Eu particularmente mestro uma aventura de zumbis desde abril, mas nunca usei nada mais para mestrar do que os livros básicos de GURPS 4TH edição, e o maravilhoso quadrinho The Walking Dead, mas para quem acha demais ter um livro cenário pode ser uma boa dica, enquanto a mim, fico ainda com o meu variado grupo de personagens tais como taxistas, pedreiros, professores, frentistas com seu fiel vira-latas, garis ou mesmo um mendigo (RIP).

    Mas para quem se interessa digo uma coisa, é uma aventura que envolve e é super divertida.

    Boa diversão.

     
    • cacorpg

      28/09/2011 at 12:30 PM

      Olá Dante

      Eu gosto muito de GURPS, e concordo que na verdade se pode mestrar uma boa aventura de zumbis com qualquer sistema e quase qualquer cenario, mas o Terra Devastada tem uma composiçao de regras + cenario que pra mim são cinematograficos, e eu me empolgo muito em filmes de zombies, principalmente os do mestre Romero.

      Game On!

       

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: