RSS

A relação entre games e educação no mundo moderno – Parte 2

13 nov

Salve, leitores do Eu Gosto de Jogar! Estamos inaugurando a segunda parte da série de artigos sobre games e educação! Entrevistei o prof. Awdry Feisser Miquelin, conforme prometido anteriormente!

Sobre o entrevistado: O prof. Awdry é graduado em Licenciatura em Física pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria e Doutor em Educação Científica e Tecnológica pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente é professor Adjunto no Departamento Acadêmico de Física da Universidade Tecnológica Federal do Paraná em Curitiba.

Eu Gosto de Jogar – Sendo um professor pesquisador da área da educação, como você enxerga a relação games-educação?

Prof. Awdry – Ainda não tenho uma percepção fechada sobre o assunto. Estou começando a desenvolver uma racionalidade sobre isso e me aprofundar em bibliografias que trabalham o assunto. O que percebo é que, como toda tecnologia, existem potencialidades e também desafios.

EGJ – Em quais aspectos o uso dos games auxiliam na evolução desse processo e na relação professor-aluno?

Prof. Awdry – Ainda não tenho uma percepção bem nítida sobre este assunto. Sugiro a leitura sobre pesquisas deste tipo. A Universidade Nacional de Israel é pioneira nestes estudos.

EGJ – Quais são as maiores dificuldades em se trabalhar com games na educação?

Prof. Awdry – Acredito que, em se tratando de tecnologia, a falta de conhecimento e racionalidade e um extremo preconceito são barreiras.

EGJ – Por que o uso racional das Tecnologias de Informação e Comunicação são importantes no ensino?

Prof. Awdry – Porque, em um processo racional, os sujeitos do processo podem apropiar-se das ferramentas de maneira a mediar conhecimento e estabelecer práticas ligadas a autonomia, criatividade e um processo intenso de criação diferenciada, algo antes não possivel sem estes construtos.

EGJ –  Como o professor pode fazer uso racional dos jogos no processo de ensino-aprendizagem?

Prof. Awdry – Não tenho como responder esta questão ainda, preciso de maiores indícios teórico-práticos para isso.

EGJ –  Deixe um recado para os leitores do Eu Gosto de Jogar!

Prof. Awdry – Todo processo tecnológico é inebriante. Por isso precisamos balancear nossas práticas entre relações artesanais e tecnológicas. Como grande admirador de games aprecio boas horas com ótimas companhias ao raidar (em WoW), por exemplo, mas também aprecio atividades artesanaias como a leitura de um bom livro, ou caminhar em um parque.

(Link para o Currículo Lattes do professor – http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4773762D7)

Agradeço imensamente ao professor pelo tempo por ele cedido para responder às minhas perguntas! Em breve teremos a terceira parte da nossa série de artigos!

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 13/11/2011 em Geral

 

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: