RSS

Série de Suplementos de Pathfinder – Advanced Races Guide (comentários)

16 ago

Olá meus amigos, tudo bem? Espero que sim. Hoje vamos falar de um suplemento da linha mainstream Pathfinder. Com certeza é uma linha que eu acho super recomendada pelas regras elegantemente alteradas, pelas idéias apresentadas aos consumidores e pela qualidade dos produtos apresentados até então. Eu acho que se você gostou dos suplementos apresentados até então ou começou a jogar recentemente esta quase cópia do D&D 3.5 vai curtir as idéias apresentadas neste livro para deixar a sua campanha ainda mais apimentada. Por isso hoje, rapidamente comentamos o Advanced Race Guide. Tcharáaaam!!!!….

O livro é dividido em quatro partes: depois de uma rápida introduçãozinha ele comenta no capítulo 1 as raças básicas com possíveis opções de alteração (gnomos, meio-elfos, meio-orcs, halflings, humanos, etc…); no capítulo 2 temos opções jogáveis de raças de ‘destaque’ (featured) como goblins, hobgoblins, kobolds, tengus, ifrits, etc…; no capítulo 3 temos opções jogáveis de raças incomuns como Duergar, Kitsune, Changelings, etc… e finalmente no capítulo 4 temos a ‘polpa do bolo’ que são as regras de criação de raças (existem exemplos de como as raças básicas se encaixam dentro deste sistema) …ok?

Um aspecto que tem muita relevancia neste livro é o uso dos alternate traits que foram introduzidos no Advanced Players Guide. São eles que guiam, em conjunto com as regras apresentadas no capítulo 4, a modificação das raças. Existem também sugestões de alternate traits específicos para certas classes para se alcançar um certo ‘sabor’ quando há a combinação raça+classe=conceito.

Tudo utiliza um processo simples e eficiente (um jogador meu mesmo alterou o raça de gnomo dele para o que ele queria em menos 1 minuto; é só olhar na lista e escolher). Embora eu tenha detectado nos fóruns da Paizo várias críticas ao suplemento em relação á questão do equilíbrio de poderes das raças (em específico no Capítulo 4), eu acho que a empresa tomou o caminho correto ao abolir o sistema de compensação de níveis para que o jogador utilize determinada raça. O sistema de construção de raças simplesmente monta um sistema para demonstrar quanto ‘custa’ voce jogar com determinada raça e deixa o mestre determinar as raças de até quantos pontos de criação são jogáveis.

Além disso, a obsessão esquizofrênica por equilíbrio da 4ª edição não foi o que acabou descaracterizando a essência entre classes e raças e, por que não, personagens? O jogador de Pathfinder sabe o que quer no seu RPG e isso é que orienta os suplementos a serem lançados e oferecendo tais opções. A relação da Paizo com seus consumidores é muito próxima e isso faz toda a diferença.

Este suplemento, na verdade é muito curto na questão de conteúdo (embora tenha 255 páginas) e o mecanismo dos alternate traits mais o sistema de criação de raças são o que é, objetivamente, o livro. Parece pouco, mas é muito. Por isso mesmo, recomendo, ok?

Bom, meus caros estes foram apenas meus rápidos comentários e impressões. Se voce discordar ou quiser comentar as suas impressões, fique à vontade para comentar. Bom final de semana e seja feliz!!

Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em 16/08/2012 em RPG

 

Tags: , , , , , , , , , ,

2 Respostas para “Série de Suplementos de Pathfinder – Advanced Races Guide (comentários)

  1. Hebert Magno

    16/08/2012 at 11:09 PM

    O livro tem idéias boas. Mas o maior defeito dele é que na verdade ele é dois livros unidos num só com objetivos diferentes. Metade dele é um livro com opções e idéias para personagens baseados nas diversas raças presentes em Golarion (mesmo sem usar background do mesmo diretamente) e outra metade é um sistema de construção de raças bastante completo em opções mas fraco em conteúdo (mas que com certeza será a base de muita coisa boa criada por fãs ou até pela própria Paizo). Porque eu digo isso ? Porque o jogador de Golarion pode não se interessar tanto em criar novas raças (já que a maioria das opções de Golarion já é MUITO bem documentada), mas gostaria das opções interessantes para as raças da primeira metade. Já um jogador mais interessado em criar raças novas e diferente pode não se interessar tanto no material tradicional e levemente orientado a forma como as raças existem em Golarion (elfos não-faericos, gnomos faericos, etc..).
    Para quem gosta de feats novos, traits novos e classes de prestigio e arquétipos raciais é um prato cheio. Sob certos aspectos gostei mais desse livro do que o Ultimate Combat e o Ultimate Magic. Como fã dos meio-orcs, adorei finalmente terem criado opções para meio-orcs criados entre os humanos, mas fora isso como meu livro físico está preso pelos aduaneiros para tributação, ainda não pude fazer uma analise cuidadosa das coisas crocantes do livro. Mas ainda assim recomendo.

     
  2. guidoconti

    17/08/2012 at 12:11 AM

    Grande Hebert,

    Voce fez uma observação muito precisa! Realmente o que pode se observar são estes “respingos” de Golarion. Mas creio que é justamente esse o movimento da Paizo. Atrair mais jogadores para o cenário criado por eles. Não vamos esquecer que uma das iniciativas que mais garante o ‘frisson’ em cima dos livros da editora são as aventuras da Pathfinder Society que promete regras e arquivos para aqueles que se juntam ao projeto…e que te obrigam a comprar mais livros para acompanhar! Pois é…

    Obrigado pelo comentário!

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: