RSS

Dredd – Resenha

05 out


Demorou mas chegou. Eu não poderia deixar passar batido uma das adaptações mais fieis a um personagem de história em quadrinho. Esta nova versão do Dredd apagou a mácula deixada pelo Sly
por Hugo Fernando

Senhoras e Senhores, no meio da semana assistir ao filme do Juiz Dredd, ou somente Dredd! Garanto que é uma das versões mais fieis aos quadrinhos que eu já vi, porém isto não quer dizer que é um filme para todos.

Vamos começar com o básico para situar quem não conhece os quadrinhos. Em um futuro próximo (uns cem e tantos anos), existe um local chamado Mega City One, é uma cidade gigantesca, para se ter uma ideia ela tem 800 milhões de habitantes, A população vive em blocos e a violência domina. Para tentar amenizar este problema entram em cenas os Juízes. Eles trabalham como se fosse policiais, porém, caso necessário, eles podem julgar e punir os criminosos no ato. É o famoso três em um: Juiz, Júri e Executor. De todos os Juízes, o mais reconhecido é o Dredd. O cara segue a lei ao extremo e a impõem com o máximo rigor, isto o torna muito violento na maioria das vezes.

Esta nova versão está muito fiel ao quadrinho inglês, a violência e as cenas fortes são a tônica desde o primeiro momento do filme. A questão da fidelidade já começa por uma característica clássica dos quadrinhos. Nunca o Dredd apareceu sem seu capacete. Com isso, está vendo a foto aí ao lado? Memorize, pois se você quiser saber como é o rosto do ator que interpreta o Juiz, esta é a única forma. No filme não aparece nada!

Vamos ao filme em si. Basicamente a história enfoca em um dia de treinamento na Juíza Cassandra (Olivia Thirlby). Ela é uma novata e esta em uma missão com Dredd (Karl Urban). O diferencial é que ela possui poderes para ler mentes. Durante a passagem por um dos blocos eles presenciam um assassinato (na verdade três) e vão atrás dos criminosos. Ao capturá-los, sem saber, eles prendem um criminoso que tem muitas coisas sobre a Ma-Ma (Lena Headey), chefona do crime daquele bloco. Para que o criminoso capturado não diga mais o que deve, Ma-Ma, isola todo o bloco e coloca a cabeça dos juízes a prêmio.

A partir deste ponto se desenvolve toda a trama do filme.

Assista ao trailer abaixo!

Um dos pontos chaves do filme é a droga SloMo. Este entorpecente faz com que o usuário tenha a sensação que o tempo passe a 1% da velocidade normal. Usando esta ideia, boa parte dos efeitos especiais do filme são construídos. As cenas do início do filme em que os juízes invadem um apartamento é feita sob a ótica de uma pessoa drogada. Tudo está em câmera lenta, no melhor estilo Bullet Time.

Outra característica marcante é com relação a fotografia. Imagine que você abriu um editor de imagem e resolveu colorizar a imagem, sabe quando você deixa as cores fortes e elas saltam a vista? Pois é isto o que acontece no filme, principalmente quando as cenas são sob a ótica dos usuários de SloMo.

Por último, mais um comparativo. Já assistiu C.S.I. ou a MythBusters? Sabe aqueles bonecos feitos com gelatina balística que eles utilizam para testar coisas? Pois bem, o filme tem muito disto, só que ao invés de serem bonecos de verdade é CGI, mas o efeito dos caras tomando tiros, caindo de prédios, tomando socos é sensacional. Tudo isto regado com muito sangue, pele solta, ossos quebrados entre outras coisas. Este é o ponto que pode incomodar muita gente.

Hora da verdade – Vale ou não vale o show!

Como eu disse, vale muito a pena, mas não é para todos. Se filmes violentos, escatológicos, com sangue para tudo quanto é lado não te ofende, vai conferir, um ótimo filme de ação com uma história simples e bem contada.

Por curiosidade, olhem como é o Juiz nos quadrinhos desenhado pelo ótimo Simon Bisley!

That´s all Folks.
Twitter
FaceBook 

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 05/10/2012 em Cinema, Trailer

 

Tags: , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: