RSS

Project Shield – A NVidia entra no mundo dos consoles!

08 jan

Holy, Holy, Holy Frijoles! A coisa vai ficar boa neste ano de 2013. Vejo um potencial ridículo de grande com o projeto “Shield” da NVIDIA
por Hugo Fernando

multi-touch_display

Senhoras e Senhores, esta belezura aí acima acabou de ser apresentada na CES 2013.

Posso estar redondamente enganado, mas este novo console tem tudo para tocar o horror de maneira épica na guerra dos consoles da próxima geração! Explico o motivo.

Para entender o contexto precisamos lembrar lá de mil novecentos e bolinha. A Sony e a Nintendo eram amiguinhas, tanto é tinham um projeto de lançar um console juntas em que a Sony seria responsável por colocar a tecnologia de leitura de CD´s no console da Nintendo (isso não era lá grande novidade uma vez Sega já dominava estes recursos). Papo vai, papo vem, a parceria não vingou, cada um foi para seu lado, anos depois, a Sony lança o Playstation I e a Nintendo lança o Nintendo 64. Não preciso nem dizer que foi neste momento que a Sony passou a dominar de forma retumbante o mundo dos consoles, com auge absoluto na era do Playstation II.

Pois bem, esta mudança de mídia, fez com que a Sony pulasse na frente de todas as outras empresas. Neste momento estou vendo isto acontecer novamente. Ano passado eu publiquei um post em que o título era: “Veja agora como poderá ser os consoles da próxima geração!”. Confira no vídeo abaixo minhas previsões com a partir de 8m11s:

Pelo pouco que vi e li até o momento, o Project Shield tem uma influência direta dos conceitos aplicados no console OnLive e muito mais. Outro aspecto que dá grande credibilidade ao projeto é o fato de que a NVIDIA está por trás de tudo e não uma empresa pequena começando no Kickstarter. Estamos falando de uma das maiores empresas de processadores do mundo!

Vamos falar do projeto em si.

A NVIDIA desenvolveu o console portátil baseado em seu novo processador, o Tegra 4, em um primeiro momento existem três opções neste equipamento:

1) Jogos e aplicativos via TegraZone: Não tenho muito que comentar aqui, pois não conheço o serviço!

2) Jogos e aplicativos para celular via Google Play: Por trabalhar com a versão 4.2 do Android (Jelly Bean), de início já temos uma quantidade absurda de jogos da Google Play disponíveis para o aparelho, sem falar nos aplicativos. Já foi informando que Hulu, Netflix entre outros apps serão compatíveis com o dispositivo.

3) Streaming de Jogos do PC: Aqui é a cereja do sundae. Através da rede local, é possível fazer o streaming de jogos diretamente do seu PC para seu console. Você tem a opção de joga-lo na tela multitouch de 5 polegadas com resolução de 1280×720 ou conectá-lo em sua TV gigante da sala.

Vocês já entenderam o potencial do aparelho! Como vocês assistiram no vídeo do post do Onlive, eu joguei Arkham Asylum por streaming de um servidor lá no “deus me livre” e a coisa fluiu muito bem, com praticamente latência zero. Em uma rede local, com conexão N dual band e um bom micro isto será soberbo!

Assista a apresentação muito bem feita da construção do equipamento a partir do processador TEGRA 4 (é inevitável, toda vez que leio o nome deste processador lembro-me do Tiger dos ThunderCats, Oh!).

Veja as palavras do CEO da NVIDIA, Jen-Hsun Huang:

“Nós fomos inspirados considerando que a evolução da tecnologia dos celulares e nuvem irão nos desvencilhar de nossos consoles, possibilitando que joguemos em qualquer lugar em qualquer tela” ele continua “Nós imaginamos um dispositivo que possa fazer pelos jogos o mesmo que o iPod e o Kindle fizeram pela música e pelos livros, nos deixando jogar de uma forma bem bacana!”.

Estão vendo, isto será uma tendência, uma vez que temos dois projetos no Kickstarter que parte de um conceito similar. Estou falando do projeto OUYA e do GameStick. Por acreditar na ideia eu já apoiei ambos e acredito que entre abril e maio estarei com os consoles. Apesar de partir do mesmo conceito, a diferença entre os projetos é óbvia. Não vejo o OUYA e o GameStick competindo com Shield, uma vez que os dois primeiros têm como objetivo disponibilizar um console com baixo custo e rodar jogos simples. Apesar de não divulgado, duvido que este o Console do Shield saia por menos de U$ 250,00, quase 4 vezes o valor do GameStick. Para termos de comparação, o PSVita custa U$ 250,00.

Falei, falei, falei agora vamos aos comentários das fotos já divulgadas do projeto.

O núcleo do console:

nvidia_tegra_4

Está aí a criança. O novo lançamento da NVIDIA é o processador mais poderoso para dispositivo móveis já lançados!

A traseira do equipamento.

wi-fi_connectivity

Sempre que vou comprar equipamento o vendedor vem me mostrar como dispositivo é bonito. Como diria meu cunhado Marlon “Tô Cagan#$¨%” para a aparência. Quero ver a traseira para ver se tem as conexões necessárias! Temos o básico essencial. 1 HDMI, 1 USB, 1 Micro SD e 1 Fone. Tá ótimo!

Android 4.2 (Jelly Bean)

android_jelly_bean_v3

Mais uma vez o sistema operacional do google mostrando sua capacidade e versatilidade.

Layout do controle

console_grade_controller

OK, bacana, visualmente parece ter uma boa pegada, mas não gostei dos botões X, Y, A, B – idêntico ao XBox, isto é um problema e eu explico: Eu sou Sonymaníaco, os controles de toda a linha playstation são extensões do meu braço. Nestes controles o “X” fica na posição “A” deste controle. Com isso, toda vez que ocorre um “Quick Time Event” nos jogos, muitas vezes eu erro por pressionar o botão “X” no lugar errado!

Detalhe nas caixas de som do console:

Na boa, a não ser que estas caixas sejam da Bose, para mim são totalmente dispensáveis. Em um console com estas características ou você joga com um bom fone de ouvido ou o som fica por conta da sua TV. Jogar console portátil escutando o som de suas caixinhas é quase equivalente a escutar funk carioca (lixo) no MP17 quando você está no ônibus.

custom_audio_system_v2

Especificações Técnicas:

Tela: 5 Polegadas 1280×720
CPU: NVIDIA Tegra 4 – (4+1 Cortex A15)
GPU: NVIDIA Tegra 4 – (72 Núcleos GPU)
Conectividade: WiFi (a,b,g,n), HDMI e USB
Memoria: Não informado
Armazenamento: Não informado _ Cartão Micro SD
Bateria: 38Wh (de 5 a 6 horas de jogo)
Preço: Não informado
Data de Lançamento: Não informado

Comparação com outros consoles.

Se for para comparar com portáteis, da mesma forma que eu vejo a derrocada tanto do PSVita quanto do Nintendo DS uma vez que os celulares estão oferecendo jogos em uma qualidade similar as plataformas dedicadas, entendo que poucas pessoas comprarão este dispositivo para jogar exclusivamente os games da Google Play, esta facilidade é um complemento e não o objetivo final. A explosão dos jogos casuais irão tornar os sucessores do Galaxy S3 e iPhone 5 a plataforma padrão, e não consoles dedicados portáteis!

Apesar do tamanho compacto este novo dispositivo entra em colisão direta com os consoles tradicionais da Microsoft e da Sony e não dos portáteis. Como ele é um meio para permitir que o poder do seu computador possa chegar à sua TV, o que deve ser comparado é o hardware do seu micro com os novos consoles. Isto dará um tempero todo especial à batalha que começará na E3, uma vez que é nesta edição da feira que será anunciado a próxima geração de consoles (mais especulação).

Integração total com a Steam.

Hoje a Steam é a melhor plataforma integradora de jogos para PC, além de títulos excelentes, os jogos são disponibilizados de uma forma barata e acessível. Provavelmente, conhecendo a aceitação da plataforma, a NVIDIA já lançou seu sistema totalmente compatível com a funcionalidade Big Picture da Steam. Isto facilita muito à vida de quem quer acompanhar o que acontece nesta plataforma através da sua TV. A interação por chat ainda é limitada, mas a navegação, compra de jogos, acesso a demos é bem tranquila. Grosseiramente comparando o Big Picture seria como a interface da Live ou da PSN nos consoles. Assista ao vídeo abaixo para entender melhor:

Previsões do babalorixá Hugo!

A plataforma OnLive saiu na frente nesta questão de streaming de jogos, porém devido à restrição de leis nos países ela ficou confinada nos EUA e na Inglaterra. O que a NVIDIA fez não é revolucionário, mas tornará a tecnologia acessível e isto é muito bom (mais ou menos o que a apple faz, não inventa nada, só torna acessível o que já existe). Com o Project Shield ficará mais fácil para passar os jogos do seu poderoso computador que fica nos escritório na TV da sala ou do quarto.

Da mesma forma que aconteceu quando a Nintendo mostrou o controle do Wii e a Sony correu atrás para apresentar o mal-acabado o Six Axis. É provável que isto ocorra novamente. Como ainda falta tempo para a nova geração chegar efetivamente ao consumidor final, tanto a Microsoft quanto a Sony já devem ter planos para algo equivalente e, desta forma, competir nesta nova forma de distribuição de jogos!

Para não dizer que tudo são flores…

Para ocorrer o streaming do jogo existe uma lista de requisitos mínimos. Veja o que é necessário:

GPU: NVIDIA Kepler baseada em Geforce GTX 650 para Desktop ou GTX 660M para Notebook.
CPU: Intel i5 ou equivalente superior
Memória: 4 GB ou mais
Software: GeForce Experience
OS: Windows 7 ou Superior (Superior? Será que vai rodar no ubuntu 13.04 🙂
Roteador: 802.11 a/g/n (recomendado 802.11n Dual Band

Pois bem, dei uma olhada no micrão aqui de casa e minha placa e uma GTX 560, ou seja, de cara terei de gastar de R$ 800,00 a R$ 1000,00 só na placa de vídeo nova. Espertos os caras da  NVIDIA não?

Vale lembrar que este projeto não é teórico, já existe. Assista agora a demonstração do streaming em tempo real do Assassins Creed III!

Resumindo tudo até agora! Eu quero este console já!

That´s all Folks.
Twitter
FaceBook 

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em 08/01/2013 em Vídeo Game

 

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Uma resposta para “Project Shield – A NVidia entra no mundo dos consoles!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: