RSS

Back from the dead… os jogos que ressuscitei nas férias – Parte III

01 fev

Nem todos tiveram um destino satisfatório…

por Gustavo Vazquez Ramos

Para finalizar a sequência “Back from the dead…”, dois jogos que foram reprovados de ano, apesar de minhas tentativas!

Sa Battalla

Este jogo eu havia ganho de presente de um conhecido meu. É um wargame italiano que representa uma batalha que ocorreu na Sardenha em 1400 e caixa e prego. O jogo eu já tinha lido que era demorado, e por isso me enrolei em até mesmo destacar as peças.

Mas acabei fazendo isso – montei o cenário e pus-me a ler o manual com afinco!

Pra quê? Pra ver que não valia a pena jogar, é claro.

O que ocorreu – o manual é longo e as regras um verdadeiro porre. Mas extremamente parecidas com as do sistema Great Battles of History, uma série maravilhosa publicada pela GMT com cenários em vários cantos – Gália, Roma, Grécia, Japão. A que possuo, Chandragupta, é passada na Índia.

Mas o sistema não é o mesmo. O GBoH possui um sistema complexo, mas até mesmo intuitivo, que existe há mais de 20 anos e foi testado e aprimorado muitas vezes. Não só, é basicamente o mesmo para todos os jogos da série, com pequenas mudanças de acordo com o tipo de exército. Por fim, cada jogo possui pelo menos meia-dúzia de cenários.

O jogo italiano possui apenas um cenário, que de acordo com o pessoal da BGG sempre é vencido pelo mesmo lado. Ficou difícil me convencer a ler um manual de 20 páginas, não tão bem explicado, para jogar provavelmente uma única vez, no máximo duas, um jogo de 6 horas onde já sei quem será o vencedor.

As peças são até simpáticas.

Sendo assim, em um momento de lucidez dei-me conta que seria um sofrimento à toa fazer isso, gastar um tempo em que poderia estar jogando jogos muito melhores. Se fosse o caso de eu já não possuir tantos jogos bons a situação seria outra; mas com tudo que possuo e gosto, pareceu-me tolice. Sendo assim, o jogo voltou para as trevas de meu armário, para, quem sabe, daqui alguns anos, ser resgatado para uma eventual segunda tentativa (ou não). Por enquanto o jogo teve este destino:

temp

Syracuse

Wargames, por que vocês são assim? Quando dão certo – e isso parece ser cada vez mais raro – são os melhores jogos que já joguei na vida. Mas quando decidem sacanear conosco…

Esse jogo é um daqueles de revista. Vae Victis, a tal da revista, é excelente, a minha favorita. Nas últimas edições ela começou a dar a opção de você pagar mais uns trocos e levar um jogo junto. As peças são muito bonitas, o tema interessante… a isca está balançando na frente do peixe…

Ah, malditas peças bonitas, que nos enganam, nos fazem gastar dinheiro à toa!

De cara você percebe que há algumas coisas a la Eurogame no jogo, como construir fortalezas. Bacana. E tem uns chits de evento que não parecem ser tão ruins. E que há meia dúzia de peças mas inúmeros tipos diferentes. E que cada tipo reage de um jeito diferente com o outro tipo e com cada tipo de terreno. E que…

Em suma, vamos dizer que você vai começar uma batalha. Você precisa consultar 15 – e eu repito em caixa alta para deixar claro – QUINZE – fatores que podem adicionar/diminuir valores dos dados e/ou mudar a coluna usada na tabela. Se a unidade está em terreno mais alto, se é arqueiro contra infantaria, se o cara está calçando tênis ou sapato, se… se… se…

15. Prum jogo de revista. Que você vai jogar no máximo meia dúzia de vezes na vida. Eu pego o wargame mais complexo que tenho aqui e não tem isso de exagero!

Da próxima vez vou comprar um jogo assim, com design simples e eficaz, coisa de macho! Opa, é o Red Poppies, um dos meus wargames favoritos!

Momento didático: no wargame chamamos os detalhes (por exemplo, tal unidade em tal terreno reage diferente) de chrome. É necessário certo chrome para haver variação. Mas muito chrome pode estragar o jogo. Este Syracuse está afogado em chrome.

Sim, eu devia ter economizado um pouco e comprado apenas a revista… e sendo assim, o jogo vai:

temp

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 01/02/2013 em BoardGames, Geral, Wargames

 

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: