RSS

BareBones Fantasy – Resenha

07 fev

Divertido e fácil de aprender. O que mais um sistema precisa?

Por Guido Conti

capa

Olá meus caros. Hoje vou falar de mais um sistema original. Os que me conhecem melhor sabem que não curto muito cenários de fantasia medieval (exceto os meus) por causa de muitas convenções que vieram com a matriz mais popular do gênero (classes, níveis, magia vanciana, etc.). É claro, quando o grupo é bom esqueço essas coisa, procuro os aspectos que mais me apetecem e recorro a eles para deixar o jogo mais legal pra mim. No problem.

Mas as vezes encontro uns sistemas que quebram com essas convenções ao mesmo tempo que tentam encontram soluções intermediárias para agradar gregos e troianos. É o caso de BareBones Fantasy. Ele flexibiliza e simplifica a criação de personagens ao mesmo tempo que mantém critérios para que se possa identificar o Clérigo, o Ladrão, o Guerreiro, o Mago, etc. O sistema é publicação da DwD Studios (nome sugestivo, não?) e criação de seu designer Larry Moore, que tem muito orgulho da simplicidade da engine apresentada para se jogar uma aventura de RPG (algo realmente digno de orgulho; principalmente para se apresentar o hobby para novatos). É simples, mas bem elegante.

Basicamente é um sistema de porcentagens. Se voce rolar abaixo da porcentagem da habilidade, voce é bem sucedido. Se voce rolar dois números iguais e acima do parâmetro, é uma falha crítica, se forem dois números iguais e abaixo da porcentagem exigida, sucesso absoluto. De 95 a 100 (00) é sempre falha. Os atributos dos personagens são quatro (Strength, Dexterity, Logic e Will) e definem testes relacionados (para levantar coisas, resistir venenos, magias de dominação de mente, desvendar enigmas, etc). Depois destes definidos, escolhe-se uma dentre as quatro raças (humanos, elfos, anões e halflings). Todas dão alguma coisa.

E então vem a parte diferente de BareBones Fantasy: a expressão de classes como perícias. Essas são oito (Enchanter, Cleric, Leader, Warrior, Thief, Scout, Spellcaster e Scholar) sendo que três delas voce pode usar sem gastar pontos de perícias (Warrior, Thief e Scout), mesmo voce sendo péssimo nelas. Cada perícia tem varias habilidades que ajudam a definir o personagem a ser montado. Por exemplo, para se fazer um ranger de D&D (mais ou menos) voce precisaria focar em duas perícias. Scout (que te dá Animal Handling, Survival, Navigation e Tracking) e Warrior (Marksman, Melee Weapons, Thrown Weapons e Unarmed Combat).  Mas nada impede de voce fazer um ladrão alquimista (Thief e Enchanter), um mago guerreiro (Warrior e Spellcaster), um paladino (Cleric e Warrior), um general mago (Leader e Spellcaster), um bárbaro ladrão  (Warrior e Thief), etc.

logo

A parte da magia é uma coisa engraçada. São 17 tipos de efeitos. Incluem coisas como Aid (que dá bonus em testes para as pessoas) e Entangle (que prende pessoas). Mas a parada legal é que embora os efeitos pareçam poucos, é possível extrair praticamente qualquer magia clássica da customização do uso deles. Com Entangle posso usar o efeito para prender meus inimigos numa teia mágica, em raízes de plantas ou… petrificá – los permanentemente (É caro pro personagem fazer isso. Gasta atributos… Mas pode ser feito). É um sistema simples e legal. O seu mago fica com a cara do seu mago e não do fulano que escolheu os mesmos efeitos que você.

De resto existe um sistema pra definir moralidade de maneira mais pessoal (voce define em etapas o quão focado voce é, gentil ou cruel, egoísta ou generoso, honorável ou enganoso e bravo ou covarde). É um sistema agradável. Existem também valores secundários como pontos de vida, iniciativa, redução de dano (calculado em conjunto com sua armadura comprada que, por sinal, não atrapalha sua magia mas depende de uma força mínima para ser usada) e movimento (por simples que pareça, o sistema usa hexes de alcance e movimento como medida abstrata então o sistema pode ser incrivelmente tático).

suplemento

O sistema de combate é simples: rola-se a iniciativa, rola-se abaixo da porcentagem de ataque (usando a perícia pertinente) para acertar, rola-se abaixo da porcentagem de esquiva (dexterity) para se evitar o dano, se atingir o alvo, rola-se o dano (o sistema usa d10 para tudo; para porcentagens de testes, iniciativa, dano dos ataques, etc.). Do dano subtrai-se a redução de dano das armaduras. Ações extras tem redutor de 20 na porcentagem do próximo teste. Esquivas não gastam ações. Bem simples.

Adicionalmente o livro também dispõe de diversas regras para tornar a experiencia completa: xp (development points), itens mágicos, criação de aventura e dungeons, um bestiário bacaninha, tabelas para distribuição de tesouros e varias outras regrinhas uteis. Pelo preço pago, pela simplicidade, pela qualidade e elegância das idéias, BareBones é um boa opção de compra. Recomendo a todos. Especialmente para principiantes no hobby. Mas é isso galera. Bom final de semana e sucesso a todos!

meme

Anúncios
 
4 Comentários

Publicado por em 07/02/2013 em RPG

 

Tags: , , , , , , , , ,

4 Respostas para “BareBones Fantasy – Resenha

  1. herrmiller

    07/02/2013 at 11:21 AM

    realmente elegante!

     
  2. Imiril Pegrande

    07/02/2013 at 12:21 PM

    Parece realmente bom, vou aceitar a recomendação e conferir o material!

     
    • guidoconti

      07/02/2013 at 1:39 PM

      Oi Imiril,

      Eu gostei bastante mesmo. Já to pensando aqui em uma maneira de usar o sistema. Ele usa porcentagens e algumas pessoas não gostam disso, mas a maneira que o jogo foi estruturado para preservar idéias do gênero vale o invertimento e a experiencia de fugir do d20 (ademais o uso de porcentagens dá ao mestre algumas maneiras originais de usar o sistema) . É só uns 7 dolares pelo pdf. Afinal, por que não?

      Abraço

       
  3. guidoconti

    07/02/2013 at 1:32 PM

    Hey Miller

    Acho que abusei do termo hehehehehehe… Mas não há maneira mais exata para definir esse surpreendentemente simples e bem feito RPG. Acertar na receita é algo que merece destaque, ainda mais nestes tempos em que as majors andam metendo os pés pelas mãos. Recomendo a todos mesmo.

    Abraço

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: