RSS

Livro “Mass Effect: Ascension” – Resenha

18 fev

Um dos pontos que torna Mass Effect único é o fato de ser um dos poucos jogos com um prequel lançado em forma de romance. Mass Effect: Revelation (comentado aqui) foi publicado cerca de 6 meses antes do lançamento do primeiro jogo Mass Effect, e foi escrito pelo escritor e designer da própria BioWare, Drew Karpyshyn, o cérebro por trás do universo de Mass Effect.

Mass Effect: Ascension

Mass Effect: Revelation era fascinante porque os jogadores puderam experimentar o universo e ler muita coisa sobre as diferentes espécies e políticas desse universo sem ter sequer tocado no jogo. A rivalidade entre o Capitão Anderson e Saren estava ali e deu uma visão sólida dos eventos que ocorrem no dentro do Universo Mass Effect. Confesso que fiquei bastante empolgado com essa comunicação entre as mídias dentro da franquia. Mass Effect: Revelation também nos apresentou a Kahlee Sanders, uma cientista envolvida na pesquisa ilegal em Inteligência Artificial que acaba se tornando muito importante para o Capitão Anderson.

Kahlee Sanders

Mass Effect: Ascensionse passa entre Mass Effect 1 e 2 e continua a história de Kahlee Sanders. Assim como o livro antecessor, é uma excelente leitura. Kahlee Sanders faz seu retorno cerca de 20 anos após os eventos do primeiro livro. Ela deixou a Aliança e agora tem uma carreira independente dentro do Projeto Ascensão na Grisson Academy. Tal projeto é um esforço civil / militar para crianças humanas dotadas de poderes psiônicos (bióticos), lá eles ganham instrução para aprender e dominar suas habilidades únicas.

A aluna mais talentosa do Projeto Ascensão é uma jovem garota chamada Gillian Grayson, que sofre de autismo e passa a maior parte de sua vida fechada para o mundo exterior. Infelizmente, Gillian tem uma ligação com o grupo Cerberus, um grupo pró-humano determinado a ver a Humanidade ascender ao topo da cadeia galáctico através de suas operações clandestinas.

O livro começa lento, até um pouco chato no começo, mas ele decola e nas últimas 100 páginas somos levados para longe do Projeto de Ascensão e obrigados a explorar muitos outros aspectos da universo de Mass Effect. Não apenas a Cerberus é melhor explicada, mas os quarians tem grande destaque. Muito sobre sua cultura e estilo de vida são revelados.

Outra passagem interessante é sobre Omega, dentro do Sistema de Terminus, o espaço sem leis, cheio de traficantes e mercenários. Conhecemos um pouco mais sobre as atividades dos Collectors.

Então é Mass Effect: Ascension uma boa leitura? O livro tem seus méritos, é um romance sci-fi cheio de ação e que tem muito apelo para qualquer fã de sci-fi. Contudo ele é parte de um todo, sem dúvida deve ser encarado como uma parte do universo de Mass Effect, é uma expansão excelente para a riqueza desse cenário, mas que perde seu impacto se for visto como obra isolada.

 

Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em 18/02/2013 em resenha, Vídeo Game

 

Tags: , ,

2 Respostas para “Livro “Mass Effect: Ascension” – Resenha

  1. Luis Hunzecher

    20/02/2013 at 4:45 PM

    Boa tarde,

    meu nome é Luis Hunzecher, e conheci seu blog vagando na net atrás de sites de livros, games. Ao ver seu site senti que poderia sugerir uma parceria que pode ser vantajosa para ambos, pois o conteúdo do seu blog é fantástico. Explicando melhor, eu possuía um Blog chamado ProjetoANY, que não consegui manter por conta de não ter colaboradores para ajudar. Porem eu tinha outro projeto, que eu estou tentando deslanchar agora, Esse projeto se chama ANY magazine, uma revista que fala de tudo, desde jogos ate cinema, series, etc. E gostaria de contar com seus textos para estarem presentes na revista, essa revista seria digital, e gostaria de contar com seus textos, matérias ou reviews feitas por você ou por membros do site.

    A revista é sem fins lucrativos, mas caso começe a gerar divulgação, a ser bem distribuida, receberemos uma quantia modesta por isso, que sera distribuida entre os membros do projeto(todos que ajudaram no conteudo, inclusive voce no caso).

    Gostaria muito de reforçar a qualidade de seu blog, e a participação dele seria algo que me deixaria extremamente feliz, pois preciso de alguém que me ajude , ja possuo colaboradores e patrocinadores que ajudam com divulgacao(não com dinheiro) Caso você não se sinta com tempo para escrever para a revista, gostaria da autorização de vocês para usar as materias que você postar no site, usar o mesmo material do site republica-lo na revista com as devidas referencias e sem nenhuma alteração do conteúdo.

    desde já agradeço a atenção.

    att
    abraços

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: