RSS

Série de Suplementos de Pathfinder – Animal Archive

07 mar

Um suplemento curto mas necessário

por Guido Faoro Conti

capa2

Olá meus caros. Sei que na minha ultima resenha de suplemento de pathfinder fui meio crítico, mas era uma opinião que eu precisava externar. Para compensar hoje vou falar de um que eu gostei. É o Animal Archive da série Player Companion da Paizo. Este suplemento foi escrito pelo time Amanda Hamon, Philip Minchin, Jason Nelson, Patrick Renie, Owen K.C. Stephens e Christina Stiles e, nas suas 32 páginas tenta explorar o tema do uso de familiares e animal companions dentro do sistema.

Como de praxe a arte é bem bacana e evocativa o suficiente para estimular uma leitura leve sobre o tema. No geral, os tópicos são muitos. Temos comentários sobre as classes, sugestões de animais por raça (usando-se aqui as raças básicas, esclarece-se), novos arquétipos (Carnivalist, para ladrão; Huntmaster, para cavaleiro e Mad Dog para barbaro). Há novos truques para animais (no livro básico temos 12 truques para serem ensinados a animais com a perícia Handle Animal; novos no suplemento contei 18) com a possibilidade de obter-se “packs” novos de truques (a regra já existia no livro básico; aqui introduzem mais 4 pacotes). Temos uma lista atualizada e geral de possíveis familiares (muito útil). Lista de equipamentos para animais (bacana). Uma lista de preços para a compra de animais com a referencia do livro que contém o stat block do bicho (muito útil ao mestre e ao cenário). Novos feats animais (feats para serem comprados pelo dono do animal ou pelo próprio animal; interessante, mas insuficiente). Temos uma lista com arquétipos para animal companions (Bodyguard, Charger, Racer e Totem Guide) e familiares (Infiltrator, Pilferer e Valet) que por si só é uma ideia bacana mas proposta sem muita genialidade (as regras e os conceitos são meio sem graça). Temos uma seção curta mas interessantíssima sobre animais ‘acordados’ (que obtém a razão via magia). Uma parte sobre novas magias para serem usadas com seu animal companion/familiar (nada de especial). Uma seção obrigatória de itens mágicos para serem usados com animais e para animais (como um chicote de domaria mágico). E por fim uma lista de novos animal companions (alguém quer uma Lhama?) e familiares (sério, imagine um Witch com um Ornitorrinco de familiar… Não acho que vá impor muito respeito!; :P).

No geral é um bom suplemento. As críticas que tenho são poucas: a falta de arquétipos (temos só 3 deles e nenhum é para Druida, Ranger, Wizard e Witch… justamente os que tem animal Companion e Familiar), a falta de feats (e de feats relevantes… nos foruns da Paizo foi cobrado que finalmente se criasse o feat de conversão de familiar em animal companion e vice-versa… cade o feat? bem, não aqui!), as magias achei sem graça (e a lista é rala) e nova prestige class, nem pensar. Pelo menos abandonaram a malfadada intenção de querer encher linguiça com o negócio dos roles que surgiram no Blood of the Night e Knights of Inner Sea. Melhor pra nós. Bom essa é a sugestão da semana. Se voce quer enriquecer o uso de familiares e animal companions no seu jogo de Pathfinder, Animal Archive pode ser uma boa pedida. Abraços e bom fim de semana!

Anúncios
 
5 Comentários

Publicado por em 07/03/2013 em RPG

 

Tags: , , , , , , , ,

5 Respostas para “Série de Suplementos de Pathfinder – Animal Archive

  1. dracobahamut

    07/03/2013 at 8:19 PM

    Fiquei curioso. Eu concordo com você que os últimos companions tem sido fracos e apressados, mas um companion que eu gostei muito que foi o de Varisia, e ele abraça a idéia dos roles. O que voce acha dele ?

     
    • guidoconti

      08/03/2013 at 4:30 AM

      Oi amigo Draco,

      Não tenho comentado muito sobre os companions exclusivos de cenários pois acho que o tema pede uma matéria a parte sobre Golarion mas dessa série tem vários muito bons mesmo. Concedo que no de Varisia o uso dos roles foi bem aplicado pois teve um contexto mais étnico que pedia algo que não era bem um arquétipo. Aliás, relendo o suplemento chego a conclusão que roles podem fazer sentido, mas quando não são usados em definições mais genéricas (como, por exemplo, Divine Slayers e Martial Slayers do Blood of the Night). Roles como Shoanti Totem Shaman e Shoanti Outrider são bem mais específicos e trazem algo ao cenário. Não são ideias jogadas ao leu para encher espaço. Dito isso, é um suplemento duca!

      Abraços

       
      • dracobahamut

        26/03/2013 at 9:57 PM

        Legal, eu concordo inteiramente com esse ponto de vista. Ficou parecendo que eles estão obrigando os designers a enfiarem a idéia dos roles de qualquer jeito. Quando um deles entende como trabalhar a idéia fica legal, mas outros que não captaram bem o conceito fica muito esculhambado. Espero que eles amadureçam isso com o tempo.
        Eu não sei se você participa ou não da comunidade de Pathfinder RPG no facebook, mas gostaria de ouvir sua opinião nas discussões por lá.
        https://www.facebook.com/groups/377779505576573/

        []s

         
  2. guidoconti

    27/03/2013 at 9:37 AM

    Com certeza. Espero que aprendam dar utilidade à regra com o tempo também. Pois é Draco, não participo mas é porque não tenho perfil no Facebook. É que não gosto de rede social. E eu acabo vendo as coisas sobre Pathfinder no fórum da paizo mesmo. Ás vezes até abro uns threads lá.

    Abraço

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: