RSS

Cerveja e Jogo Parte 1 – BeerCards: Bélgica.

09 abr

Tomar uma boa cerveja e assistir a algum jogo, seja na TV ou ao vivo, é uma fórmula de sucesso. Mas e se houver a junção dos mundos e jogarmos algo relacionado ao mundo da cerveja, isto pode funcionar?
por Hugo Fernando

Senhoras e Senhores.

Até dia 30 de abril, estarei fora de Curitiba e ficará bem difícil escrever para o blog, com isso, deixarei 4 posts prontos falando da união de dois assuntos que gosto muito jogos e cerveja especiais!

Praticamos e indicamos o consumo moderado da bebida, sempre para apreciar e conhecer uma boa cerveja, nunca para ficar torto e fazer besteira!

E a dica básica também é válida, se beber não dirija! Só ignorantes e estúpidos quebram esta regra!

Dados os recados vamos ao primeiro Jogo: BeerCards: Bélgica!

Deck

Para quem não conhece o mundo das cervejas pode pensar: “Poxa, a primeira edição do baralho deveria ser da Alemanha, o país que “top of mind” quando se fala em cerveja”. Este raciocínio não está errado, concordo que a Alemanha é referência, mas as cervejas de lá não trazem muitas inovações, isto por que muitas ainda seguem a ferro e fogo a “Reinheitsgebot”, ou seja, A Lei da Pureza. Criada em 1516 esta lei diz que a cerveja só pode ser produzida com Água, Malte e Lúpulo, mais tarde foi introduzido o Fermento na lista! Isto engessa um pouco a produção. Os mestres-cervejeiros tem que fazer milagres para conseguir um produto diferenciado utilizando somente estes itens.

Na Bélgica a coisa e completamente diferente. Lá vale quase tudo para se conseguir uma cerveja diferenciada. Para um exemplo básico vamos começar pela witbier, cerveja de trigo que contem especiarias como casca de laranja e coentro, depois passamos para as trapistas, cervejas produzidas em monastérios. Dos 8 existentes 6 estão na Bélgica. Pode-se dizer que foram os monges que criaram e difundiram os estilos Dubbel, Tripel e Quadrupel de cervejas. Experimente uma cerveja trapista e você nunca mais ira esquecer!

Dito isto fica claro que a Alemanha ainda é “top of mind” e tem cervejas excelentes, mas a Bélgica, como bem descreveu o sommelier Daniel Wolf, é a Disneylandia das cervejas! E nada melhor que começar pela Disneylandia para se criar um Jogo!

O Jogo.

É inevitável, em uma primeira olhada o BeerCards lembra imediatamente ao clássico jogo da infância “Super Trunfo”, porém em vez de velocidade, tempo de 0 a 100 ou peso, os critérios passam a ser: Sabor, Aroma, Amargor, Malte, entre outros.

Não vou descrever a forma do jogo, pois todos devem saber como é, se você não sabe, morra, nasça de novo e peça para o Papai Noel um deck do super trunfo de natal! Vale muito mais a pena descrever a qualidade e o esmero com que foram produzidas as cartas e como foram bem caracterizadas as cervejas.

Nem de longe tomei as 36 cervejas que estão representadas nas cartas. Das 12 que experimentei, concordei

com a avaliação da maioria. Ou seja, se na descrição esta indicando que a característica da bebida é a presença de lúpulo, acredite!

Além das características básicas, todas as cartas têm uma imagem da cerveja em questão, bem como a indicação da temperatura que a bebida deve ser servida, o modelo do copo e sugestões de acompanhamentos. Isto é muito útil para quem esta começando a conhecer este universo, acredite, cerveja combina e harmoniza muito mais com comida do que o vinho!

Por fim um destaques para as cartas especiais. Eu vi o jogo Magic começar no mundo, acompanhei a explosão dos card games no Brasil, tive muitos jogos das antigas e atuais. Com este conhecimento eu afirmo sem medo de errar que as cartas do BeerCards estão acima de qualquer cardgame que já vi! Seja ela em qualquer aspecto! As cartas “Beer Stars” são laminadas, dando um aspecto metálico em determinadas partes resultando em um design arrebatador. Já as “Ghost Cards” tem seu destaque pois as características e informações da cerveja estão sob uma tinta térmica. Com isso, à temperatura ambiente não é possível ler, ao esquentar esta área (pode ser com a própria palma da mão) as informações ficam visíveis. Parabéns ao pessoal da Copag pela qualidade do produto final.

Resumo da ópera, o jogo é ótimo para qualquer pessoa. Se é novato no mundo da cerveja, as cartas servem para, além de jogar, te dar sugestões e apresentar as possibilidades da bebida. Se você é expert no assunto, o jogo se torna mais interessante, pois ao ver o rótulo de cada bebida, sabe como ela pode ser superior a bebida do adversário, passando desta forma de um jogo comum para um jogo de estratégia.

Ficou interessado? O jogo pode ser adquirido pelo site:

http://www.beercards.com.br/

ou pelo Facebook

https://www.facebook.com/BeerCards?filter=1

É isto, na semana que vem vamos falar sobre a versão brasileira do BeerCards!

Cards_Mix_02-1024x770

Prost !!!
Twitter
FaceBook 

Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em 09/04/2013 em Cardgames

 

Tags: , , , , ,

2 Respostas para “Cerveja e Jogo Parte 1 – BeerCards: Bélgica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: