RSS

Truque de Mestre – Resenha

02 jul

Detona_728x90

Com aquele estilo todo peculiar dos “Filmes de Roubo”, Truque de Mestre se apresenta como uma ótima opção de entretenimento para o próximo fim de semana.
por Hugo Fernando

Now-You-See-Me-Poster2-535x832

Senhoras e Senhores!

Sabe de uma coisa que eu gosto, filmes de golpes/roubos. Um Plano Perfeito, Golpe de Mestre, Snatch, Onze Homens e Um Segredo, A Origem… Posso ficar o dia todo escrevendo sobre ótimos filmes, clássicos e recentes, com este tema.

Sabe o que eu gosto mais que filmes de Roubos? Gosto dos atores Morgan Freeman e Michael Caine. Os Safados (melhor comédia de todos os tempos), Seven, Trilogia Batman, Um Sonho de Liberdade… Posso ficar o dia todo escrevendo sobre ótimos filmes, clássicos e recentes com estes dois atores?

Sabe o que eu gosto mais que os atores Morgan Freeman e Michael Cane? Gosto de mágica! Desde sempre eu gostei de ilusionismo, de fazer e saber como são feitos. Tenho dezenas de livros sobre o assunto, vários DVD´s sobre o tema, e inúmeros gimmicks para criar minhas ilusões.

Com esta pequena introdução acredito que já deu para se ter uma pequena ideia sobre o que é o filme. Sim senhoras e senhores, este é um longa em que a mágica é utilizada para fazer ous roubos. De um lado temos Michael Cane financiando o show dos Quatro Cavaleiros que aplicam os golpes, do outra lado está Morgan Freeman como um mágico aposentado que tenta desmascarar nossos heróis.

A história começa da seguinte forma, 4 mágicos são reunidos para formar um grupo chamado os Quatro Cavaleiros. Cada ilusionista tem seu reportório e características peculiares. O primeiro é um mágico estilo “Criss Angel“, J. Daniel Atlas, ele é famoso e tem um programa próprio na TV. Também temos um “Fabio Puentes“, Merritt McKinney, ele é aquele golpista que hipnotiza as pessoas (bem dormida). Há o “David Blane“, Jack Wilder, mágico de rua que promete um truque e executa outra e, por fim, temos uma mulher, Henley Reeves, que na minha humilde opinião entrou pelo critério de cota, uma vez que no universo machista da mágica, as mulheres são relegadas a serem meras assistentes de palco que entram em caixas e são serradas ao meio, de uma forma bem humorada esta relação é apresentada no filme. Juntos, eles tem um super show produzido, e durante este espetáculo eles assaltam um banco e distribuem todo o dinheiro para a plateia. Contra os Cavaleiros entram em cena outros dois personagens, o detetive do FBI Dylan Rhodes (Mark Ruffalo) que deseja prender os cavaleiros pelo crime cometido e o Thaddeus Bradley (Morgan Freeman) este segundo é uma espécie de Mister M misturado com o Grande Randi. Seu objetivo é desmascarar outros mágicos e trapaceiros. Pronto, as peças estão no tabuleiro, como a partida irá se desenrolar você somente irá descobrir indo ao cinema nesta sexta-feira, data que o filme estreia em todo o território nacional.

Assistam ao trailer abaixo para ver a dimensão que a mágica pode tomar!

Nesta segunda parte do post eu comento mais sobre alguns truques e estilos de mágicas que são abordados no filme.

Now-You-See-Me

Primeira coisa a ser dita, e o que acho mais fantástico, todos os truques, com exceção dos golpes grandes, são clássicos praticados por algum ilusionista. Não existe efeito especial para nada, tudo é habilidade do mágico.

O primeiro truque que explode a sua cabeça é apresentado com poucos minutos de filme, mágica simples porém, quando bem executada, o é efeito acachapante.

Do que foi apresentado, o que eu sei menos é a leitura fria. Este é um dos campos mais interessantes do ilusionismo, porém, ao meu entender, você precisa da bagagem de um psicólogo junto a um perito de análise de corpo para fazer o que é apresentado. Boa parte dos astrólogos sérios (se é que isso possa existir) são peritos em leitura fria, e desta forma conseguem “adivinhar” toda a sua vida.

As mágicas apresentadas no barco são a minha praia. Ali, somente a habilidade manual conta e o mágico tem que mostrar que é bom.

E por uma infeliz coincidência, o estilo de mágica que eu menos gosto também é apresentado pela mulher. Mágicas de palco, em que aparelhos fazem todo o truque, eu acho extremamente chatas. O estilo de escapismo apresentado se enquadra nesta categoria! Inclusive o “punch” desta apresentação é muito chato!

É complicado comentar mágica, aqui, muito mais que resenha de filme, qualquer coisa revelada a mais estraga totalmente o resultado final.

Por último, mas não menos importante, assistam ao vídeo do Grande James Randi. Ele foi um mágico, porém com a chegada da idade passou a empenhar seu tempo em desmascarar charlatões que se aproveitam da fragilidade das pessoas para conseguir dinheiro fácil! Para padrões de internet, o vídeo é longo, 18 minutos, mas vale muito a pena. Assista e, por favor, comece a fazer a pergunta “será que é verdade?”, “será que funciona?”. Se alguém tem fé, eu respeito, agora se alguém aceita ser passado para trás de forma descarada, esta pessoa tem problemas!

That´s all Folks.
Twitter
FaceBook 

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 02/07/2013 em Cinema, Estréia

 

Tags: , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: