RSS

Hobbit, A desolação de Smaug – Resenha do “Hatter”!

13 dez

thor

O filme melhora com relação ao primeiro, o clima leve e brincalhão começa a dar lugar a um ar mais soturno!
por Hugo Fernando

O-Hobbit-A-Desolação-de-Smaug-cartaz-01

Senhoras e Senhores.

O blá, blá, blá de sempre vocês conhecem, não gosto de senhor dos anéis. Com isso em mente vamos a resenha!

Ao contrário da Jornada Inesperada, fui assistir a Desolação de Smaug já esperando alguma algo mais, minha expectativa já não estava mais tão baixa, afinal, assisti ao primeiro filme e acompanhei os trailers e spots da TV. A primeira coisa que eu digo é banal, não vá para o cinema sem ter assistido a primeira parte. É totalmente necessária as informações do primeiro longa para saber o que ocorre no segundo. Segundo, o filme não me surpreendeu. O que eu imaginava ver estava lá, tudo muito bem feito, mas nada de diferente do que já vimos.

Segunda parte de trilogias são, geralmente, meio ingratas. O motivo é óbvio, ela não tem começo e não tem fim. Aqui não foi diferente. Para não dar spoilers, e de uma forma rasa, posso dizer que o primeiro filme tratou de como chegar até a montanha, lar dos anões. O segundo filme é sobre como entrar na montanha. O ritmo de “road movie” continua, e através das caminhas tradicionais dos filmes baseado na obra de Tolkien, nós conhecemos vários pontos e personagens da terra média. Eu achei muito boa a passagem pela casa de Beorn, pela Floresta Negra e a fuga nos barris. Fico imaginando a felicidade dos caras que curtem de forma radical o universo do senhor dos anéis. Abaixo coloquei o trailer oficial do filme e vários spots de TV. Assista!

Com relação ao filme, ele ficou mais pesado. Enquanto no primeiro filme tem um forte alivio cômico com os anões, isto diminui agora. Outro ponto, fica claro e óbvio que o Bilbo começa a ser “tentado” pelo anel e a missão de devolver a grandiosidade do reino dos anões, deixa Thorin cada vez mais cego pela ganância. Por conta destes conflitos gostei mais deste filme do que do primeiro. Além disso, esta segunda parte tem mais ritmo que o longa anterior, as cenas se interligam de uma maneira mais fluida.

Como o nome já entrega, neste capítulo finalmente o dragão Smaug aparece. Como era previsto, ficou muito bom! Juntou a capacidade de Peter Jackson com a interpretação (captura de movimentos) e voz do Benedict Cumberbatch e tivemos um ótimo resultado. Dura alguns minutos consideráveis a cena entre o Smaug e Bilbo (ou se preferir, Sherlock e Watson) tudo ficou ótimo. Ao ver o making of de algumas centas, soube que em momento algum os dois atores se encontraram!

Para fechar duas observações:

1) Martin Freeman (o Bilbo) está cada vez melhor no papel. Ele colocou uma linguagem corporal no personagem que, por várias vezes, ele não falava nada e eu sentia exatamente o que ele queria expressar. Muito bom!

2) Quando um cara é muito bom, você diz que ele é ninja. Quando um ninja é muito bom, você diz que ele é o Chuck Norris. Quando o Chuck Norris é muito bom, pode chama-lo de Légolas! Na boa, se na trilogia do anel, tivesse mais uns três caras equivalente ao filho de Thranduil, tenho certeza que os três longas seriam menor que um Spot de TV!

Hora da Verdade.

Vale a pena conferir o filme. Se você gostou dá primeira parte, com toda certeza gostará da segunda, afinal ela elevou o nível. E veja o seguinte, um cara que não gosta de senhor dos anéis está elogiando o filme, se você gosta um pouquinho, este filme vai explodir sua cabeça.

Paro por aqui, mais pra frente o Caco apresenta a visão de fanático. Imagina, o filme estreia hoje e o cara  já assistiu duas vezes.

That´s all Folks.
Twitter
FaceBook 

 
2 Comentários

Publicado por em 13/12/2013 em Cinema, Trailer

 

Tags: , , , ,

2 Respostas para “Hobbit, A desolação de Smaug – Resenha do “Hatter”!

  1. herrmiller

    13/12/2013 at 3:38 PM

    uhu!!
    são boas novas realmente !
    Eu confesso que pensei que iria piorar e que voce teria bons motivos para malhar, mas quem bom que não, vou tentar ver na telona e me divertir lotes!
    🙂

     
  2. herrmiller

    13/01/2014 at 11:47 AM

    fui ver no imax, divertido ainda mais em 3d …..
    mas, o porém principal foi que achei muito longo, 2/3 do filme e deveria ter acabado, dali em diante pareceu-me interminável e cansei….

    a extensão e a maneira como terminou e também tive a sensação de que no final uma trilogia para a história será demais.

     

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: