RSS

Trash Comics… not: Turma da Mônica

21 jan

Como comentado anteriormente, vamos checar uma revista qualquer da Turma da Mônica para ver se as histórias passam mensagens interessantes para as pessoas, ou se são apenas casos de crimes e amigos com lesões cerebrais como em uma certa outra empresa de quadrinhos.

Estou com todas as revistas já publicadas da Turma da Mônica em uma grande caixa que ocupa um quarto inteiro de minha casa, e mais um pouco. Coloco minha mão dentro e sorteio…

mn_7

Certo, vamos lá:

  1. As coisas começam mal. Na primeira história, o Cascão é sequestrado no lugar de um garoto rico. Mas a Mônica consegue salvá-lo. Um tanto parecido com as histórias da Disney. Será que o destino de nossas crianças é ler histórias violentas no estilo Tropa de Elite até o fim dos tempos?
  2. Só que não! Na segunda história, o Cebolinha passeia com seu cão, Floquinho, e temos algumas gags com o cachorro – confundi-lo com um casaco de pele, o vento levá-lo, e no final, em uma das cenas mais surreais que já li em quadrinhos, ele é enrolado em uma bola de lã e deixado sobre o balcão.
  3. Uma piada sobre um recenseador tentando saber quantos filhos uma família de coelhos possui.
  4. Um pouco de violência e exploração entre amigos. A Mônica faz a língua do Cebolinha ficar gigante, e depois ganha dinheiro com isso. Hmmmmm….
  5. A Thuga bola um plano incrível para se casar com o Piteco, mas este vira o plano do avesso para fugir do casamento. Essa mandou bem.
  6. Um cofre cai em cima do Cebolinha, que é salvo pela Mônica, embora tenha ficado todo amassado. Uma história estilo Warner Bros, mas pelo menos mostra que estão usando várias ferramentas dos comics.
  7. Mais violência entre amigos: a Mônica está chateada e dá um sopapo no Cebolinha só porquê. Hmmmm…. hmmmmm……
  8. Mais bandidos. Cebolinha e Cascão cavam um buraco para chegar ao Japão, vestidos de chineses (sic), e cruzam com um fugitivo de uma prisão, que se assusta tanto que volta para a sua cela. Ok…
  9. O Anjinho cai em um buraco e a Mônica e o Cascão tentam ajudá-lo. Enquanto vão atrás de uma corda, várias pessoas jogam lixo no buraco, prendendo o Anjinho. Depois a Mônica o salva, mas o faz cair em outro buraco. Então a Mônica tasca um dane-se e dá um livro sobre escalada pro coitado do amigo (pelo menos tentou, e duas vezes).

No geral, estamos bem, mas não tão bem. As histórias diferentes e mais criativas seriam impensadas no mundo de quadrinhos da Disney, embora algumas ainda passem as mesmas mensagens não muito boas. A questão do bullying é fato, algo que vários críticos não deixam esquecer.

Mas, em defesa da Turma da Mônica, está o fato de que lá a personagem principal, a que é mais importante, inteligente e manda em tudo, é uma mulher – o que, vendo que essas histórias estão por aí desde a década de 70, é inovador e corajoso. Na Disney, as personagens femininas são ou vacas de presépio, ou são usadas como vítimas, ou para explorar seus defeitos – são vãs, despreocupadas, frescas, afetadas, etc. Assim, a Mônica bater e explorar gratuitamente o Cebolinha tem um quê de revanche histórica.

De qualquer maneira, temos só 9 histórias, com 4 meio que falhando no teste – mesmo estando milhas à frente da concorrência. Só para ver se o padrão se mantém, escolhi outra revista ao acaso, e é essa aqui – de outra época, e sem tanto de Mônica:

2351-mlb4792051757_082013-o

  1. A Magali é convidada a uma festa onde haverá dança. Como ela quer impressionar um garoto, ela faz um pacto com uma bruxa em troca de sapatos que a permitam dançar. Porém, a bruxa faz ela pagar um preço horrível pelos sapatos. Ela consegue escapar, e aprende com seus erros – inclusive admitindo que seus desejos eram pura vaidade. Nota 10.
  2. Essa mostra como o Mingau, o gatinho da Magali, usa sua imaginação para “enxergar” coisas como bolas de borracha e carretéis de linha. Muito bom. Estamos indo bem.
  3. Precisa ter uma história sobre a gulodice da Magali, não? Ela dá toda sua comida para uns passarinhos, e depois ela finge ser um para ver se o Cebolinha lhe dá comida.
  4. Para dar o contra-ponto, Dudu fica brincando com comida e deixa seus pais enjoados.
  5. A Magali falta ao lançamento de sua própria revista pois foi sequestrada pelo Capitão Feio, que está com ciúmes por não possuir uma revista própria. Ele começa a considerar a possibilidade de parar de ser malvado para que isso aconteça.

Ok, basta. Toma logo isso, Turma da Mônica:

seal_of_approval_by_magnaen-d5oa99s

Resumindo: eu mesmo, lendo essas revistas, dei boas risadas, ao contrário das histórias da Disney, que me deram medo de sair na rua ou de encontrar com meus amigos. Ao mesmo tempo, eu acharia o máximo uma criança ler a Turma da Mônica, pois as histórias embarcam um escopo de conhecimento maior, são diversificadas e possuem morais positivas na maioria das vezes. Da Disney, eu não deixaria chegar perto.

Na próxima semana, teremos outro personagem trash da Marvel… até lá!

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 21/01/2016 em Geral, Quadrinhos

 

Tags: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: