RSS

Orgulho Preconceito e Zumbis

20 fev

@cacorpg é um fã de seriados e filmes, especialmente quando eles são baseados ou inspirados por livros ou quadrinhos. Através das imagens nossa imaginação se fortalece!

orgulho-preconceito-zumbis

Sim, eu fui ver este filme com o pé atrás, por vários motivos, mas afinal de contas tinha zumbis no título e eu não poderia negar a chama acesa pelo Romero (não aquele das gravuras cafonas), o cineasta que imortalizou os mortos vivos mais queridos (ou odiados) do mundo, mas voltando ainda ao título, se fossem amor e preconceito e piratas ou ninjas teria surtido o mesmo efeito, como todo nerd sabe, ninjas piratas e zumbis são a santíssima Trindade do universo nerd!

Bem porem como já havia ido ver Abraham Lincoln: Caçador de vampiros em 2012, achei que deveria dar a este a mesma chance.

capa do livro.

capa do livro.

O filme em si não é ruim, aliás como o livro também não deve ser, (fiquei bem curioso em ler), mas usa de uns recursos de câmera que seriam bem dispensáveis. Ao procurar por referencias para escrever este artigo, me deparo com uma base de fãs enorme, cativa e apaixonada pela obra de Jane Austen, isso conta muito no nosso universo!

Seguindo a linha do original, essa adaptação retrata também as dificuldades da família Bennet, um casal com 5 lindas filhas solteiras num momento onde a crise da guerra contra os famigerados mortos vivos destrói o pais, a aristocracia, são os latifundiários sobreviventes e militares que ascendem a nobreza pelo nascimento ou feitos.

As modificações não param por aí, existem várias desigualdades sociais que causam o preconceito a aflorara no nas linhas de texto e troca de olhares, percebemos, que não é somente a diferença monetária que causa isso mas também as da hierarquia social, como por exemplo, a distinção de classes, militar, clero, nobreza e comuns.

pride-prejudice-zombies-620360

As guerreira irmãs Bennet.

O Filme e leve, engraçado, com muitas cenas de ação, e o trágico aceno do romantismo constante, que são separados pelo orgulho ou preconceito. Com isso podemos ainda refletir sobre a mensagem social enviada, nossa sociedade é discriminatória e separatista desde muito tempo, mas com informação e uma cabeça limpa para aceitar mudanças ainda há chances de nos tornarmos melhores seres humanos!

7th Sea RPG 2nd Edition

7th Sea RPG 2nd Edition

Minha cabeça não assiste nada sem tentar achar um RPG ou jogo para associar ao temo, e a beira do enorme sucesso do financiamento coletivo do RPG 7th Sea: Second Edition creio que seria digno o uso de ideias semelhantes aos do filme no cenário elisabetano do mundo de Théa, o filme traz a perspectiva, hoje muito popular, do emponderamento feminino, as personagens são fortes, determinadas e independentes, e fogem obviamente aos pensamento retrogrado de sua época, para brilhar e serem destaque como lindas heroínas. Fica ai a sugestão de adaptar seu livro/filme preferido a um bom RPG. Quem quiser acompanhar o projeto do financiamento do 7th Sea pode seguir este link aqui.

Ficha Técnica:

Diretor: Burr Steers

Roteiro: Burr Steers, Jane Austen

Elenco: Lily James (Elizabeth Bennet); Sam Riley (Mr. Darcy), Bella Heatcote (Jane Bennet), Jack Houston (George Wickham) e Douglas Booth (Mr. Bingley)

Game On e agradecimentos a Carla Talhamento do Espaço Z, que nos tem aberto a oportunidade de trazer a vocês nossa opinião em primeira mão!

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 20/02/2016 em Cinema, Estréia

 

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: