RSS

Batman v Superman: A Origem da Justiça – Eu não gostei!

29 mar

Com lágrimas nos olhos eu comunico a todos que a Warner, Snyder, ou quem quer que seja, não conseguiu emplacar este filme. Quase tudo deu errado!
por Hugo Fernando

BVS

Senhoras e Senhores

Depois de um longo e tenebroso inverno, aqui estou eu, saindo do ostracismo para escrever sobre um dos filmes que mais aguardei e antes que você pense: “Ai, lá vem mais um hater falar mal do filme”, veja a foto abaixo.

cas._marina_e_hugo_0690Esta foto é do meu casamento. O do meio sou eu e os das pontas são meus padrinhos (e irmãos). Definitivamente eu sou uma das pessoas que mais queria que este filme funcionasse. Muito. Mas não deu (que fique claro, não deu em termos de história. Com relação a bilheteria ele vai muito bem, obrigado).

Estou escrevendo como um fã. Serão comentários passionais, totalmente pessoais. Não vou escrever sobre figurino, fotografia, métrica do roteiro, etc, por dois motivos: 1) tem um monte de pessoas competentes que já fezeram isso, por favor leiam a Isabela, a Gazeta e os blogs dos meus amigos Marden, Joba e Paulo Camargo. O segundo motivo é que não sei analisar estas coisas😉.

Tenho um monte de comentários e observações, no começo do texto falo sobre o que está evidente no filme, no final falo das nerdices.

O que gostei.

Batman: Apesar de darem o enfoque somente no Batman brigador força bruta, eu ainda gostei dele. Para quem não sabe, nos quadrinhos, o Vigilante de Gotham é o maior detetive do mundo, ele resolve as coisas na inteligência e só depois sai no braço. Como eu achava desde o começo, o Ben Affleck não decepcionou e acredito que fará um filme solo do Homem-Morcego ainda melhor.

Alfred: Com tantos personagens para tratar, o Alfred acabou mesclando as suas características a de outro personagem, Lucius Fox. O resultado ficou bom. A química entre Ben Affleck e o Jeremy Irons funciona.

Briga do Batman no Armazém: Definitivamente a melhor cena de briga de todo o filme. Estratégia com brutalidade.

Uniforme do Batman e da Mulher Maravilha: Muito bem adaptados. O uniforme e a armadura do Batman saíram diretamente do Cavaleiro das Trevas. A decisão de tirar as cores fortes do uniforme da Mulher Maravilha e substituir por uma paleta ocre ficou excelente.

IVECO: O caminhão que transporta a kriptonita é da IVECO, nem o batmovel consegue parar este caminhão. Isto mostra a robustez e qualidade do produto!!! (feito o social com a patroa)

Pronto, foi isso, parei por aqui. Vamos fazer um intervalo para você assistir ao trailer e depois continuo com o que não gostei.

O que não gostei.

Combate entre Batman e Superman: Para com isso. Tenho certeza que se o roteirista da série de teve do morcego dos anos sessenta lesse o argumento de como foi orquestrada a briga entre os dois, ele ficaria com vergonha alheia e diria que o roteiro era mais raso que um pires! Fica complicado explicar sem dar spoiler, mas acredite, foi fraco e, a partir de um ponto, extremamente previsível.

O motivo que eles param de brigar – Pior que o motivo da briga foi o motivo do porquê eles param de brigar. Na boa, o cavaleiro das trevas é macaco velho, ele tem vários traumas e sabe lidar com isto. A sacada foi boa, mas ficou horrível na telona.

História – Fraca, fraca, fraca. Estão falando que o filme foi baseado em um monte de HQ. Esquece, basicamente dois arcos são as linhas gerais para o filme. 1) Cavaleiro das Trevas e 2) A saga de Superman vs Doomsday (sempre uso o nome original para não confundir com o Apocalipse dos X-men). Fizeram dois recortes destas histórias e encheram linguiça com o resto. A história ficou tediosa, confusa, com um monte de coisas que não serviram para nada. Por exemplo, para que tantos pesadelos para o Batman. Um era o suficiente. Quem conhece os quadrinhos entendeu de cara a referência a DarkSide e Apokolips. Para quem não conhece, continuou sem entender nada. Daria para editar e tirar uns 30 minutos de filme! Outra Pergunta: Por que tanta referencia ao Robin? Esta parte também foi dispensável.

Uniforme do Superman – É aquela coisa cheguei! Muita textura, muita cor, muito fru-fru. Não gostei da roupa em Man of Steel, continuo não gostando hoje.

Luta contra Doomsday – Não funcionou. Teoricamente deveria ter uma inteiração da Trindade para bater o monstro, mas não entregaram isto. O Batman não podia chegar perto do Doomsday (ele é muito fraco), o Superman saiu para buscar um coisa (não dou detalhes por conta do spoiler), sobrou para a Mulher Maravilha encarar o bicho sozinha. A hora que vai para o desfecho, quem leu as HQ´s da decada de 90 sabe o que acontece.

Geografia – Apesar de geograficamente próximas dentro do mapa dos EUA do universo DC, no filme Gotham parece ser um Bairro de Metrópolis e vice e versa. Os personagens vão de uma cidade para outra em questão de segundos.

Lex Luthor – Isto foi o pior. Personagem afetado, chato, indeciso. Da a  impressão que quando o Jesse Eisenberg foi compor o Lex, ele quis dar um toque do Coringa do Heath Ledger. Falhou de forma homérica. O desconhecimento total de como é o Luthor da HQ, fez com que eu saísse do clima do filme para xingar o ator.

Mulher Maravilha – Meninas, mais uma vez a DC falhou. As mulheres não foram bem representadas no filme. A Diana Prince, até se revelar a Mulher Maravilha, só serviu para ser bonita, um bibelô. Na hora da briga com o Doomsday, parecia que havia saído de uma propaganda de shampoo, o vídeo abaixo exemplifica a atuação da atriz após a edição do Snyder e equipe.

Lois Lane – Também foi outra que somente serviu para ser a “donzela em perigo”. Por favor, hoje temos personagens femininas sensacionais. Vou dar alguns exemplos: Viúva Negra (Vingadores), Elektra (Demolidor, segunda temporada), Karen Page (Demolidor, Segunda temporada), isto só para falar algumas baseada em HQ´s. Todas que citei, tem presença, personalidade, servem muito bem para a história e mostram o que é girl power de verdade. Mais uma, apesar de ainda não ter saído o filme,  há muito potencial na Arlequina do Esquadrão Suicida. Veremos.

Trailers – Somando os três trailer que foram divulgados, somente um fato não é mostrado, mas se você leu os quadrinhos já sabe o que é. Para mim, fazer trailer é a arte de mostrar o filme sem mostrar o filme, entenderam? É complicado eu sei, mas a Warner eu tenho certeza que não entendeu.

Mais um break para minha reação logo que acabou a sessão. Ao meu lado, minha lindíssima esposa compartilhando a mesma opinião que a minha. Perfeita Sintonia s2!

Nerdices

Comediante: Sim, o começo do filme me deu esperança, o ator Jeffrey Dean Morgan (o Comediante de Watchamen) interpreta o pai do Bruce Wayne. O nível de nerdice bateu alto neste momento pois aquilo ali foi uma referencia cruzada. Na abertura de Watchmen, os pais do Batman são salvos por um vigilante na saída da Opera (veja o casal Wayne ao fundo e o cartaz da HQ do Batman na parede. Neste universo Thomas e Martha não morrem).

batman-watchmen

Novos membros da Liga da Justiça – Bom, isto era mais que evidente até em função do nome do filme. Comentários rápidos sobre cada um deles. Flash – OK, vai ser um piá, teremos uma boa diferença de idade entre os personagens. Cyborg – Tem caixa materna na jogada, pode vir coisa boa! Aquaman – não gostei, fiquei com a impressão que ele estava segurando a respiração o tempo todo, ele não demonstrou estar em seu habitat natural.

KGBesta – Aqui eu fiquei com dó. Eu sei exatamente qual foi a primeira HQ que li e disse: “definitivamente eu sou fã do Batman”, foi a revista “As Dez Noites da Besta”, isto lá em 1989. O inimigo era a KGBesta, também conhecido por Anatoli Knyazev. Este persongame está no filme e faz o papel de um capanga genérico. Totalmente dispersado o potencial da história e personagem.

Série Arkham Asylum – Saíram quatro jogos do Batman para videogame nos últimos anos, eles são conhecidos por Série Arkham da Rock Steady (tudo bem que Arkham Origins saiu pela Warner, mas isto é de menos). Neste jogo, o modo contínuo e fluído das lutas, colocaram o patamar da jogabilidade em outro nível. Toda a luta do Batman no armazem, parece ter saído de uma fase do videogame. Além de ter ficado fantástico, mostrou que o diretor está atento a outras mídias e não só aos quadrinhos. Outro ponto, o Batmovel do filme é totalmente insperado no quarto jogo da série, Arkham Knight, ficou sensacional.

Injustice – Para mim, tenho plena certeza que o visual Badass do Superman (aquele com o olho vermelho), e o Batman muito mais violento que o universo tradicional, foram inspirado no Universo do Injustice. Cada vez mais o videogame influencia a industria dos filmes. Isto é bom, só falta sair um longa bom, baseado em uma história de game (sugestão: Red Dead Redemption ou God of War por favor).

Para fechar, fiz um meme para resumir minha vida. Estou triste, mas tenha certeza, sou forte e vou superar!😉

Pronto, depois de tanta desgraça, de uma espairecida e leia a resenha do Caco, ele não é tão chato quanto eu e gostou do filme!

That´s all Folks.
Twitter
FaceBook 

ps: Foto no Studio Warner Garagem como todos os Batmoveis do Cinema!!! Quase chorei neste dia e o Snyder me decepciona desta forma!!!

Warner-BatGarage

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29/03/2016 em Cinema, Estréia, Filmes, Quadrinhos

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: