RSS

Arquivo da tag: Geral

Orgulho Preconceito e Zumbis

@cacorpg é um fã de seriados e filmes, especialmente quando eles são baseados ou inspirados por livros ou quadrinhos. Através das imagens nossa imaginação se fortalece!

orgulho-preconceito-zumbis

Sim, eu fui ver este filme com o pé atrás, por vários motivos, mas afinal de contas tinha zumbis no título e eu não poderia negar a chama acesa pelo Romero (não aquele das gravuras cafonas), o cineasta que imortalizou os mortos vivos mais queridos (ou odiados) do mundo, mas voltando ainda ao título, se fossem amor e preconceito e piratas ou ninjas teria surtido o mesmo efeito, como todo nerd sabe, ninjas piratas e zumbis são a santíssima Trindade do universo nerd!

Bem porem como já havia ido ver Abraham Lincoln: Caçador de vampiros em 2012, achei que deveria dar a este a mesma chance.

Read the rest of this entry »

 
Deixe um comentário

Publicado por em 20/02/2016 em Cinema, Estréia

 

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Imagem

007 Contra Spectre – Resenha

 

 

 

 

@cacorpg é um fã de seriados e filmes, especialmente quando eles são baseados ou inspirados por livros ou quadrinhos. Através das imagens nossa imaginação se fortalece. Com este post, marco presença semanal aqui no Eu Gosto de Jogar. Junto com o retorno, grandes mudanças!
download

Com a sinopse Uma enigmática mensagem do passado de Bond o coloca no caminho para revelar uma organização sinistra. Enquanto M luta contra forças políticas para manter o serviço secreto vivo, Bond se aproxima de descobrir uma verdade escondida que ameaça destruir tudo o que ele lutou para proteger”, se inicia mais um filme da aclamada franquia criada por Ian Flemming em 1952. Cuja estrela é o agente secreto James Bond, o famoso 007. Coincidentemente, o primeiro livro publicado foi “Casino Royale”, nome também do primeiro filme estrelado em 2006 pelo violento Daniel Craig.

Casino Royale Capa da 1a ediçãover

 

Faço questão de anotar aqui que Daniel Craig e logicamente os roteiristas  trocaram o charme do 007 por pujança física. O filme como ação e aventura nada deixa a desejar. Tem perseguições de carro, helicópteros descontrolados, explosões e muito tiroteio. As famosas “Bond Girls” também marcam presença, mas nosso 007 charmoso e sedutor não. Vemos na tela o típico macho alpha, viril, forte e cheio de frases prontas do tipo “irei lhe proteger jovem donzela!”.

 

Um roteiro fraco e cheio de clichês. Capaz de receber, segundo outras fontes, a triste alcunha de “pior filme do 007 dos últimos 30 anos”. Mas o que te faria ir ao cinema? Nessa resenha vou tentar
exaltar os louros do filme, aí você decide!

SPECTRE_ONE_SHEET_1200_1779_81_s

Posso enumerar bom motivos para você ir à sala escura: ser fã da franquia (eu), gostar do Daniel Craig (eu não), gostar de filmes de ação (eu novamente) ou curiosidade. Destaco a amarração que os roteiristas deram nos filmes passados (aaaahá), sim neste ponto temos um “Thumbs up” para o filme. É bem legal ver os “easter eggs” surgindo entre explosões e cenas românticas (ou quase românticas). Aliás esses pequenos presentes aos fâs da franquia faz querer ver o filme novamente novamente e prestar atenção nos possíveis detalhes perdidos. É tanta referência que já tenho vontade de assistir toda a franquia em uma única vez (nós aqui do Eu Gosto de Jogar, somos muito fãs de maratonas).

Segue a sequência dos filmes do Daniel Craig para quem quiser ver ( em breve eu farei aqui em casa!):

Recomendo com uma garrafa de vinho, namorada (o) e um punhado de amigos em um fim de semana com chuva! Assim todos podem ajudar a catar os detalhes a cada filme.

Como eu não poderia deixar passar a oportunidade, vou harmonizar esse filme com um bom RPG. Minha recomendação para futuras experiências é o excelente SpyCraft RPG 2,0 (2005) da AEG, (ainda sem uma versão em português). Esse é um RPG genérico de ação/cinemático para espiões no melhor clima 007, muitos gadgets exclusivos como canetas bombas e supercarros cheios de aprimoramentos. Existte uma versão de regras baseada na licença aberta do D20 System.

spycraft_2_0_cover_design_by_natebarnes

 

Agradecimentos especiais a: Henrique Leinig e a Carla Talhamento do Espaço Z por nos proporcionar o acesso ao filme.

bond-spectre-logo

Ficha Técnica:

007 Contra Spectre – Spectre (2015)

Duração: 148 min

Gênero: Ação, aventura, Thriller

Diretor: Sam Mendes

Escritores/Roteirista: John Logan, Neal Purvis, Robert Wade e Jez Butterworth

Elenco: Daniel Craig (James Bond, o agente secreto 007), Christoph Waltz (Franz Oberhauser), Léa Seydoux (Madeleine Swann), Ben Whishaw (Q, o contramestre do MI6), Naomie Harris (Srta. Eve Moneypenny, a assistente de M), Dave Bautista (Sr. Hinx), Monica Bellucci (Lucia Sciarra), Ralph Fiennes (M, o chefe do MI6), Rory Kinnear (Bill Tanner, o chefe de gabinete do MI6), Andrew Scott (Denbigh, um novo membro do MI6), Jesper Christensen (Sr. White, um membro da organização criminosa Quantum).

 

 
1 comentário

Publicado por em 05/11/2015 em Cinema, Geral, RPG

 

Tags: , , , , , , , , ,

RPG Cosa Nostra é lançado pelo estreante Estúdio V

Capa-Cosa-Nostra-capa

Com um financiamento coletivo bem sucedido em 2013, o RPG narrativista Cosa Nostra finalmente foi lançado no último dia 9 de abril no Rio de Janeiro. Produzido pelo estreante Estúdio V, formado pelo autor João Paulo Francisconi e os artistas Leonel Domingos da Costa, Marco Morte e Tiago Ribeiro, o livro tem 48 páginas em preto e branco e formato A5 por apenas R$ 19,90, além do PDF que pode ser adquirido a R$ 5 na loja da Redbox.

cosa-nostra-cartas-de-aposta-e-lei

O jogo, focado no período da Lei Seca nos Estados Unidos e na máfia siciliana, possui um sistema que tenta emular a estrutura narrativa e os clichês presentes no gênero de filmes de máfia em partidas que duram entre duas e três horas. Para jogar, você precisa de dois baralhos e alguns dados de seis lados, baralhos personalizados para o jogo podem ser encontrados em formato PDF na loja da Redbox por apenas R$ 2,50.

Links

Campanha de FC no Catarse catarse.me/pt/CosaNostraRPG

Game On!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 03/05/2015 em RPG

 

Tags: , , , , , , , , , ,

Conheça o Concurso Desafio #FVM2015

unnamed

Desafio Faça-Você-Mesmo de Produção de Jogos Independentes
Há 5 anos o Concurso Faça-Você-Mesmo de Criação de Jogos – FVM para os íntimos – propõe um carnaval diferente para as mentes criativas do RPG brasileiro: criar um jogo narrativo totalmente original, do zero, testando os limites do que pode ser feito com um jogo do gênero. Este ano não poderia ser diferente: na última sexta os temas instigantes foram liberados pela organização na página do concurso, e muitos autores já anunciaram que estão trabalhando para entregar suas idéias no próximo domingo, dia 22, quando acaba o prazo para a entrega dos rascunhos.
Ao longo do tempo, muitos autores independentes aceitaram o desafio e alguns dos jogos nacionais mais originais já produzidos saíram daí. Na primeira edição, em 2011, ficaram empatados John Bogéa, com seu Abismo Infinito, e Vitor Pissaia, com o Onírica; no ano seguinte John Bogéa repetiu a dose com o Mundo Perfeito; em 2013 o Rey “Ooze” Jr. nos presenteou com o Áureos e no ano passado Caio Romero e Guilherme Rodrigues empataram com o Factum e oViam Virtute, respectivamente. Todos eles foram disponibilizados gratuitamente pelos autores, na ocasião do concurso, e o Abismo Infinito chegou a ser publicado, pela editora Retropunk. Os outros ainda estão na fila para ganhar as páginas impressas, em parte por questões de mercado, mas também porque muitos jogos ainda carecem de um refinamento maior antes de poderem se tornar um produto de fato. Por isso, neste ano, o concurso veio com uma novidade para colocar mais lenha na fogueira do mercado nacional de RPGs: o Desafio FVM. Terminado o concurso tradicional – rebatizado de FVM Draft – vai começar uma corrida de longa duração, um concurso com um prêmio em dinheiro para aqueles autores que forem capazes de arregaçar as mangas e se dedicar à publicação do próprio jogo. Serão seis meses de um esforço conjunto, em que aqueles que já trilharam os caminhos da produção independente vão compartilhar seus mapas do tesouro, e, etapa por etapa, vão ajudar os participantes a desenvolverem e lançarem seus jogos comercialmente. Os participantes ganham pontos por avaliar e testar os jogos de seus concorrentes, fazendo da brincadeira um grande círculo de cooperação. Ao final, quem conseguir se destacar mais vai lucrar não só pelo prémio, mas também porque o processo de criação do seu jogo terá sido escancarado na internet, para quem quiser ver, e seu público em potencial já estará se formando.
Assim, já sabemos que haverá um lançamento de um jogo narrativo incrível esse ano, falta só saber como ele vai ser!
Mais informações na página do projeto. Ainda estão abertas as inscrições, e inclusive serão aceitas contribuições de quem quer que queria fazer uma aposta!
Notícias e debates sobre os jogos propostos podem ser encontrados na comunidade Indie RPG no facebook, que é um fórum movimentado na época do FVM.
Game On.
Agradecimentos ao Julio Matos pelo envio do release.
 
Deixe um comentário

Publicado por em 25/02/2015 em Eventos, Geral, RPG

 

Tags: , , , , , , ,

Retrospectiva Fotográfica WRPG Fest 2014

@cacorpg é nerd em todos os sentidos e definições, e apesar de muito cansado ele esta muito realizado com tudo que tem conseguido conquistar nos últimos anos!

WRF

Sejam Bem Vindos Aventureiros!

Era exatamente essa a chamada do maior e melhor evento de rpg do Brasil, que aconteceu aqui em Curitiba neste final de semana! Confira através da nossa retrospectiva fotográfica um pouquinho do que você perdeu!

DSC_2402 DSC_2403 DSC_2406 DSC_2408 DSC_2409 DSC_2410 DSC_2411 DSC_2412 DSC_2413 DSC_2414 DSC_2415 DSC_2416 DSC_2417 DSC_2418 DSC_2419 DSC_2420 DSC_2421 DSC_2422 DSC_2423 DSC_2424 DSC_2425 DSC_2426 DSC_2427 DSC_2428 DSC_2429 DSC_2430 DSC_2431 DSC_2432 DSC_2433 DSC_2434 DSC_2435 DSC_2436 DSC_2437 DSC_2438 DSC_2439 DSC_2440 DSC_2441 DSC_2442 DSC_2443 DSC_2444 DSC_2445 DSC_2446 DSC_2447 DSC_2448 DSC_2449 DSC_2450 DSC_2451 DSC_2452 DSC_2453 DSC_2454 DSC_2455 DSC_2456 DSC_2457 DSC_2458 DSC_2459 DSC_2460 DSC_2461 DSC_2462 DSC_2463 DSC_2464 DSC_2465 DSC_2466 DSC_2467 DSC_2468 DSC_2469 DSC_2470 DSC_2471 DSC_2472 DSC_2473 DSC_2474 DSC_2475 DSC_2476 DSC_2477 DSC_2478 DSC_2479 DSC_2480 DSC_2481 DSC_2482 DSC_2483 DSC_2484 DSC_2485 DSC_2486 DSC_2487 DSC_2488 DSC_2489 DSC_2490 DSC_2491 DSC_2492 DSC_2493 DSC_2494 DSC_2495 DSC_2496 DSC_2497 DSC_2498 DSC_2499 DSC_2500 DSC_2501 DSC_2502 DSC_2503 DSC_2504 DSC_2505 DSC_2506 DSC_2507 DSC_2508 DSC_2509 DSC_2510 DSC_2511 DSC_2512 DSC_2513 DSC_2514 DSC_2515 DSC_2516 DSC_2517 DSC_2518 DSC_2519 DSC_2520 DSC_2521 DSC_2522 DSC_2523 DSC_2524 DSC_2525 DSC_2526 DSC_2527 DSC_2528 DSC_2529 DSC_2530 DSC_2531 DSC_2532 DSC_2533 DSC_2534 DSC_2535 DSC_2536 DSC_2537 DSC_2538 DSC_2539 DSC_2540 DSC_2541 DSC_2542 DSC_2543 DSC_2544 DSC_2545 DSC_2546 DSC_2547 DSC_2548 DSC_2549 DSC_2550 DSC_2551 DSC_2552 DSC_2553 DSC_2554 DSC_2555 DSC_2556 DSC_2557 DSC_2558 DSC_2559 DSC_2560 DSC_2561 DSC_2562 DSC_2563 DSC_2564 DSC_2565 DSC_2566 DSC_2567 DSC_2568 DSC_2569 DSC_2570 DSC_2571 DSC_2572 DSC_2573 DSC_2574 DSC_2575 DSC_2576 DSC_2577 DSC_2578 DSC_2579 DSC_2580 DSC_2581 DSC_2582 DSC_2583 DSC_2584 DSC_2585 DSC_2586 DSC_2587 DSC_2588 DSC_2589 DSC_2590 DSC_2591 DSC_2592 DSC_2593 DSC_2594 DSC_2595 DSC_2596 DSC_2597 DSC_2598 DSC_2599 DSC_2600 DSC_2601 DSC_2602 DSC_2603 DSC_2604 DSC_2605 DSC_2606 DSC_2607 DSC_2608 DSC_2609 DSC_2610 DSC_2611 DSC_2612 DSC_2613 DSC_2614 DSC_2615 DSC_2616 DSC_2617 DSC_2618 DSC_2619 DSC_2620

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10/11/2014 em RPG

 

Tags: , , , , , , , , , , ,

Penny Dreadful – A Serie de TV

@cacorpg é uma fã de seriados e filmes, especialmente quando eles são baseados ou inspirados por livros ou quadrinhos.Pois é através das imagens que a nossa imaginação se fortalece!

Em conversas recentes com o amigo Duncan Salazar (aka: Leandro L. C. E Rodrigues) pedi a ele indicação de novos seriados para assistir o que ele prontamente me deu uma enorme lista, o Leandro como eu assiste tudo sem preconceito só para ter, mais e mais material para se inspirar quando pratica o real oficio de mestrar RPG.

Penny Dreadful é sem dúvida um seriado clássico para quem curte RPG’s diferentes, ele tem uma pegada que pode ser usada tanto um Call of Cthulhu (em especial a serie Cthulhu by Gasligth), ou num Castle Falkenstein, ou ainda se preferir um Victorian Age: Vampire, mas é impossível para um bom nerd (um bom nerd é aquele que tem múltiplas nerdices ocupacionais) não observar o seriado com os olhos do grande Alan Moore em sua aclamada The League of Extraordinary Gentleman.

Em Penny Dreadfull, temos no elenco principal:

  • Timothy Dalton como Sir Malcolm Murray, experiente explorador da África negra, a quem não podemos deixar de associar com o Sir Allan Quartermain, Sir Murray é também o pai de Mina Murray (Aka: Mina Harkey, na Liga)
  • Eva Green como Vanessa Ives, enigmática e misteriosa Miss Ives é única personagem do seriado a quem não pude associar diretamente com alguém histórico, ela é o elo sobrenatural que une os demais personagens através de suas visões e de uma possível alusão com um demônio.
  • Josh Hartnett como Ethan Chandler, Charmosos, jovem e rápido no gatilho, na versão para o cinema da Liga ele poderia ser Tom Sawyer, mas qualquer personagem do velho oeste completaria esta figura.
  •  Harry Treadaway como Victor Frankenstein, O dr. Frankestein dispensa apresentações, como na versão relatada por Mary Shelley, este seriado também é um excelente e inspirador tema para mestres e jogadores de Promethean: The Created, mostandro as agruras de ser o monstro ou criador.
  • Reeve Carney como Dorian Gray, como a personagem criada por Oscar Wilde, Dorian é um jovem charmosos, confiante enigmático e sem duvia com o passar do tempo se mostrara cruel.

Todavia com tantos elementos, fantasioso, fantásticos ou ficcionais o seriado é bem “pé no chão” mostrando a Londres Vitoriana de 1891, como ela era, suja com grandes diferenças equalitarias, com a tuberculose tomando seu quinhão da população como o grande mal referido no seriado como “the comsuption”, e as ruas repletas de medo e pobreza. Jack the Ripper ( Jack o estripador) é citado várias vezes em passagens deslocadas ao longo do tema principal, que consiste na busca de Sir Murray em localizar sua filha Mina que se encontra em poder de uma criatura imortal muito poderosa (Drácula??!!).

Penny Dreadful vale a pena assistir pelos seus inúmeros elementos que podem trazer muita inspiração a mestres e jogadores, ajudando os mais inexperientes a conhecer uma pouco mais da realidade de alguns dos grandes cenários de RPG, com uma dose mais real em seus jogos.

Game On!

 
1 comentário

Publicado por em 09/06/2014 em RPG

 

Tags: , , , , , , , , , ,

Ingress It´s Time to Move!

@cacorpg gosta de jogos de todos os tipos e tem ( pela falta de tempo) jogado em mídias alternativas, como o celular e as surpresas são boas pra quem tem ANDROID, confira!

Ingress um jogo de celular diferente!

Ingress um jogo de celular diferente!

 

Recentemente através de um amigo (obrigado China) conheci um dos mais interessantes jogos para celular já vistos, ele é um jogo sério, e que exige real esforço para se jogar, lhe tirando do marasmo do escritório ou da sala de aula e levando você para jogar na rua, este jogo é o Ingress (https://www.ingress.com/).

 

Neste jogo você escolhe entre duas facções Resistência (Resistence) e Os Iluminados(Enlightened), e as duas facões disputam pelo mundo afora a dominação dos portais da energia alienígena XM, qualquer uma das duas facções pode criar ou dominar portais que são criados pelo servidor do jogo a cada atualização, as regras para se criar um portão são simples, escolha um ponto turístico ou cultural em sua cidade e saia distribuindo os portais.

Durante os níveis iniciais (1 e 2) o jogador além de interagir com os membros de sua facção em âmbito local através do chat do jogo ele se restringira a hackear os portais encontrados pelo caminho a fim de um dia mais adiante desbloquear as medalhas e adquirir itens de extrema valia como resonators (marcação e defesa dos portais)Xmp Buster’s ( ataque as defesas dos portais inimigos) Vírus ( contaminam os portais mudando seu alinhamento)Power Cube’s (recarregam sua energia XM) Portal gadget’s (escudos, torres de defesa e multi-hack) e finalmente as chaves de portal, que lhe permitirão mais tarde crias links entre os portais que você controla e ao triangular links você criara os campos(Fields). A cada peça coletada ou utilizada você ganhar xp (pontos de experiência) e com isso ganhara níveis.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O jogo em níveis altos é o mais emocionante, pois a cada nível conquistado seus portais ficam mais difíceis de se hackear ou destruir a interação com os outros jogadores aumenta conforme você se descola para outros pontos da cidade a pedido da sua facção a fim de ajuda-los a conquistar novos portais, destruir campos dos inimigos ou fortalecer os jogadores mais novos e seus portais.

Ingress através de uma interface ativa e interessante lhe proporciona além da interação, uma perfeita ambientação com jogos futurista de sucesso como o aclamado X-Com lhe inserindo no universo das facções que através de esforços conseguem agregar sobre um único field países inteiros. Não se engane, Ingress é um jogo de guerra, onde a supremacia de cada facção e superada e invertida a cada movimento calculados pelos jogadores.

Para jogar você precisará de um telefone tipo Smartphone, que possua sistema operacional Andoid ou IOS.

Game On!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25/04/2014 em Geral

 

Tags: , , , , ,