RSS

Arquivo da tag: história

Marvel Comics – A História Secreta.

thor

Livro necessário e obrigatório! Simples assim!
por Hugo Fernando

marvel_comics_história_secreta

Senhoras e Senhores.

Todos que acompanham o sucesso dos filmes baseados em história em quadrinhos, sabem que a Marvel Studios está se firmando cada vez mais como uma potência. Mas as coisas nem sempre foram assim.

O escritor Sean Howe começa lá atrás, bem lá atrás, quando a editora nem usava o nome Marvel. Aos poucos ele apresenta os nomes dos cânones dos quadrinhos (me senti o Faustão por usar a palavra cânone), Stan Lee, Jack Kirby, Steve Dikto, entre outros.

Porém esta parte, da fundação da Marvel até o fim dos anos 70, é o prelúdio do melhor livro. Por mais interessante que seja a motivação e a descrição do cenário para criação dos personagens clássicos, nada disso chega perto ao que é descrito durante o reinado mão de ferro de Jim Shooter.

Comecei a ler quadrinhos exatamente nesta época, a editora Abril mantinha uma atraso entre quatro a cinco anos com relação aos Estados Unidos, com isso, por volta de 1985, estava sendo publicado a saga da Fenix por aqui. No livro, o autor descreve com detalhes todo o clima deste período. Li novamente a saga completa e a cada palavra eu imaginava as discussões homéricas entre Chris Clareamont, John Byrne e Jim Shooter sobre os caminhos que a saga deveria tomar. Este é apenas um exemplo, ele descreve a história por trás de personagens como o Demolidor do Miller, sobre a criação da Cristal, sobre a famigerada Guerras Secretas entre outras histórias. Todo o capítulo três é sobre esta época. É simplesmente impossível parar de ler.

cont2

Read the rest of this entry »

 
 

Tags: , , ,

DmC: O reboot da série Devil May Cry!

O novo Devil May Cry cumpre o objetivo de apresentar a franquia aos novos jogadores, porém falha ao tentar fazer um jogo melhor que o antigo.
por Hugo Fernando

p4gQq

Senhoras e Senhores.

A melhor novidade que aconteceu na última atualização da PSN foi o lançamento do jogo DmC, o novo modo de chamar um dos melhores jogos da geração passada, o famoso e consagrado Devil May Cry!

O objetivo deste novo título é fazer um reboot na série, e apresentar o jogo para os novos jogadores, afinal o jogo original está fazendo 12 anos. Quando foi lançado, muitos dos guris que se acabam jogando Call of Duty ainda usavam fraldas!

Vou analisar o reinício por visões diferentes.

  • A atualização do personagem;
  • A atualização da história;
  • A mecânica de jogos.

Pode ler todo o post sem medo, não darei spoiler da história!

1) A atualização do personagem.

Seres, o Dante original é um dos personagens mais “Cool” do mundo dos games, o cara é foda e ao mesmo tempo em que tem um ar Blasé. Esta combinação foi acertada de forma épica no primeiro título (depois perderam a mão), além deste comportamento outras características marcantes são seus cabelos brancos e o sobretudo vermelho. Bem, de cara posso adiantar que tudo foi devidamente eliminados na atualização. Agora nosso herói tem um comportamento de adolescente chato. Sabe aquele “Omundoestáerradosóeuseidascoisasesóeufaçotudocerto”. Bem, senti isto. O cabelo se tornou algo real, preto, e o sobretudo agora tem somente um forro vermelho. Com certeza você pode encontrar alguém parecido com ele na cidade.

2) Atualização da história.

Apesar de se manter fantasiosa, a tentativa de deixar a história crível, tornou-a mais chata e com isso a trama ficou rasa como um pires. O que antes te atiçava e você queria saber cada vez mais, agora não desperta tanto sua curiosidade. Ela vai se desenrolando e a partir de um determinado ponto você sabe exatamente o que vai acontecer.

3) Mecânica de Jogo

Aqui é onde houve a menor mudança. Temos um fato bom e outro ruim! Vamos começar pelo ruim. O jogo está bem mais fácil. Antes “jogar bonito” era algo complicado que necessitava treino. Manter o Dante no ar enquanto lutava era difícil. Hoje qualquer sequencia de golpes já rendem combos gigantescos, tudo na base de espancar o botão, a arma azul te mantem no ar por muito tempo e você nem faz esforço. O tempo para perder o combo está enorme, e as armas de fogo garantem que em qualquer momento você consiga um “triplo S”. Quem fechou o jogo antigo sabe que para manter os combos eram necessárias várias e várias horas de game play. Agora, por mais estranho que pareça, ficou muito bom a nova configuração do controle. Este foi o lado bom deste novo jogo. Acredito que esta facilidade de combos se de ao fato que o controle foi muito bem mapeado. As combinações entre os gatilhos e os botões (X,O, Quadrado e Triangulo) fazem milagres. No início parece um pouco complicado, pois são necessárias algumas combinações não habituais, principalmente nas fases onde é necessário, pular, boost e bater (os neurônios tico e teco tem que estar bem sincronizados) mas em questão de meia hora está tudo fluindo naturalmente. Também relacionado à mecânica e acompanhando as características dos jogos, os chefes de fase estão absurdamente mais fáceis. Lembro que levei mais de 30 minutos para desenvolver uma estratégia para derrotar alguns chefões nos jogos anteriores, aqui não precisou mais que 5 minutos em nenhum deles.

Assista abaixo um exemplo do estilo do jogo.

Falando do jogo em si.

Outro fato que noite foi a necessidade que tiveram de explicar muito as coisas. Fazendo uma comparação: Hoje não temos mais filmes estilo anos 80, naquela época, os caras pegavam uma ideia absurda, colocavam um ator de ação, um monte de explosões, algumas gostosas e estava feito o filme do ano. Hoje o filme obrigatoriamente tem que ter uma história amarradinha, tem que ser politicamente correto e tudo mais. Isto não é ruim, mas ver as explosões e as gostosas também é divertido. No primeiro Devil May Cry, foi dito que o pai do Dante é um Demônio mega foda, e toda vez que aparece ele está moendo uma galera! Agora não mais. O pai do Dante continua sendo um demônio, mas agora ele aparece na forma de humano, eles ficam explicando tudo para deixar a história mais real! Gente, eu estou controlando o filho de um demônio em um jogo vídeo game, não quero realidade.

Já que eu mencionei as gostosas no parágrafo anterior, isto também já era. Se você acha que vai encontrar

Read the rest of this entry »

 
5 Comentários

Publicado por em 22/01/2013 em Vídeo Game

 

Tags: , , , , ,